«Veron barato? Também já tive 20 anos!»

Palmeiras 26.07.2022 21:20
Por Redação

A presidente do Palmeiras, Leila Pereira, rebateu esta terça-feira jornalistas, em conferência de imprensa, e após reunião na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro, as críticas de que Gabriel Veron poderá ter sido transacionado, para o FC Porto, abaixo do seu valor.


Leila detalhou que o avançado, de 19 anos «foi negociado por €10,25 M» mas, e em sua defesa – e do clube - alegou que lucrou mais do que a propriedade de 60 por cento (e não a totalidade) dos direitos desportivos do jogador poderiam, numa primeira leitura, levar a admitir.


Segundo a responsável máxima do ‘verdão’, o clube embolsou €8,25M, «correspondentes a 80 por cento do total do seu passe». Mesmo que, na opinião de muitos adeptos do bicampeão da Copa Libertadores (2020 e 2021), Veron ainda tenha sido vendido abaixo do que julgariam e desejariam.


«A venda foi o melhor caminho para o Palmeiras e para o jogador. Se ele [Veron] pudesse ter sido vendido por mais, podem ter certeza absoluta que seria vendido por mais! Jamais prejudicaria um ativo do Palmeiras. O Veron foi vendido pelo valor dele hoje. Que o futebol é hoje», disse Leila Pereira, citada no portal UOL.com.br.


«O que foi Veron há dois anos e meio, meu caro, eu já tive 20 anos… e não tenho mais! O que interessa é hoje: ganho o campeonato hoje, vendo hoje! Se no passado valia mais… pois não estava à venda. O valor dele é esse. Daqui a um ou dois anos, pode ser outro, mas avaliamos é o mercado atual», justificou.


«Há dois anos e meio, [o Brasil] foi campeão mundial [de sub-17] e Veron foi eleito o melhor jogador. Claro que isso o valoriza, é óbvio. Hoje, em virtude de lesões, de não ter participado em muitos jogos, e de uma vida fora de campo difícil, o melhor para o Palmeiras e para o atleta foi negociá-lo, não tenho dúvidas», argumentou ainda Leila Pereira, desejosa de colocar um ponto final da especulação e polémica.


«Torço para que Veron tenha muito sucesso na Europa e que retome esses valores que acham que ele vale», foi como Leila Pereira arrumou a questão e a celeuma sobre um ato de gestão que terá, até, e de acordo com os relatos da imprensa brasileira, deixou o técnico o português Abel Ferreira, «incomodado».


Depois do episódio de ter sido apanhado a ingerir bebidas alcoólicas numa festa em São Paulo, que custou a Veron uma multa no valor de 40 por cento do seu salário mensal, Abel Ferreira «tinha dado um voto de confiança ao jogador» e foi contra a venda, até, alegam, atendendo, com conhecimento de causa do treinador de muitos anos de futebol, de que Veron poderia atingir valores superiores no mercado.


Veron deixou o Palmeiras e assinou pelo FC Porto após 97 jogos e 14 goloos pelo ‘verdão’, e com meia dúzia de títulos conquistados: duas Copas Libertadores da América (2020 e 2021), uma Copa do Brasil (2020), dois Campeonatos Estaduais de São Paulo (2020 e 2022) e uma Recopa (Supertaça) Sul-Americana, já no corrente ano.

Ler Mais
Comentários (15)

Últimas Notícias