Ficou para trás a arranjar as meias e arranjou um problema institucional (vídeo)

Uruguai 16.06.2022 11:23
Por Redação

O uruguaio Federico Valverde viu-se esta semana envolvido num problema institucional, acusado de não querer tirar uma foto com o presidente Luís Lacalle, eleito em 2020.


No passado fim de semana a seleção despediu-se nos jogos em casa até ao Mundial com um jogo e uma festa no estádio Centenário, em Montevideo, com a presença do presidente, que foi ao relvado tirar uma fotografia com a comitiva. O jogador ficou para trás e não apareceu, alegando que estava a arranjar as meias.


«Não falei antes porque achei que não precisava de explicar as minhas ações em campo, mas depois de ter recebido tantas críticas, sinto-me na obrigação de me sentar e escrever, quase com lágrimas nos olhos», escreve num comunicado nas redes sociais.


«Sempre fui um rapaz discreto. Nunca levantei a voz e nunca tive problemas com ninguém. Sempre que posso tento passar despercebido, simplesmente por um motivo: só vivo para o futebol, mas desta vez o futebol pregou-me uma rasteira. É verdade que estava a alongar; é verdade que estava a arranjar as meias, mas também é verdade que não estava a prestar atenção ao momento em que a foto foi tirada. Estava envolvido no jogo e na minha cabeça só queria jogar.

Saí do Uruguai ainda jovem, mas nunca esqueci onde nasci. Eu amo o meu País e por isso sei que merece as minhas desculpas», refere.



«Peço desculpas a quem acha que desrespeitei o presidente; a quem acha que desrespeitei a bandeira Nacional. A quem se sentiu ofendido e acha que tomei partido por posição política. Não sei como defender o meu país a não ser com a bola nos pés», fecha.


Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias