Josué fala da época no Legia: «Agressões no autocarro assustaram»

Polónia 15.06.2022 14:50
Por Pedro Cadima

Aos 31 anos, Josué foi o rei das assistências (13) na Liga polaca, apesar da carreira dececionante do Legia, 10.º classificado. Em entrevista a A BOLA, o médio português não deixa nada por dizer, lembra calafrios com os adeptos e garante que pensa noutros ares, embora os objetivos sejam regidos, nesta altura, por apetite e fôlego financeiro.

«Esta foi uma época muito difícil e a situação mais delicada foi vivida em dezembro quando nos pararam o autocarro. Entraram três ou quatro, e agrediram os jogadores, no caso o Luquinhas que estava ao meu lado. Aconteceu-lhe a ele, podia ter sido comigo! Assustaram porque fora estavam muitos mais. Uma perna minha era o braço de um deles. Foi um momento mau, mentalmente foi complicadíssimo lidar e ultrapassar isso. Estávamos a duas semanas da pausa de inverno. Ninguém reagiu e ainda bem, podia ter sido muito pior», diz o jogador.

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias