Jota em risco: Klopp recusa ceder jogadores às seleções em caso de quarentena

Liverpool 03-03-2021 17:47
Por Redação

Diogo Jota poderá ser impedido de representar a seleção nacional em março. Jurgen Klopp afirmou esta quarta-feira que o Liverpool deve ser considerado a prioridade e não autorizará os jogadores a representarem as seleções nacionais na paragem de março caso tenham de cumprir quarentena no regresso ao Reino Unido.

 

Em causa estão vários jogadores internacionais, incluindo Diogo Jota, mas também os brasileiros Alisson, Fabinho e Roberto Firmino, uma vez que Portugal e o Brasil ainda integram a lista de países sujeitos a quarentena de 10 dias à entrada no Reino Unido.

 

«Seria bom ter mais informações, mas a FIFA foi clara: não temos de deixar os jogadores ir desta vez e todos os clubes concordam que não devemos deixá-los viajar se depois tiverem de cumprir uma quarentena de 10 dias», disse Jurgen Klopp, em conferência de imprensa, de antevisão ao jogo com o Chelsea, secundando ideia já veiculada há dias por Nuno Espírito Santo, que pediu um rápido esclarecimento.

 

Mohamed Salah, Thiago Alcantara e Sadio Mane já tiveram Covid-19 esta época, por isso o técnico confessou verdadeira preocupação antes da pausa.

 

«Tenho muitas ideias sobre isso mas estou preocupado, sim, sempre que alguém tem de sair da bolha. Com tudo o que aconteceu nos últimos meses. Estamos sem casos há muito tempo e quando houve algo recorremos ao isolamento. Inglaterra está a ir na direção certa. Tenho problemas sobre o que é um país de linha vermelha. Nós ainda estamos na lista vermelha para alguns países», disse.

 

«Percebo as necessidades das Federações, mas nesta altura não podemos deixar toda a gente satisfeita, por isso temos de admitir que os jogadores são pagos pelos clubes, e isso quer dizer que temos prioridade. É assim», concluiu. 

 

 

A seleção nacional inicia a qualificação para o Mundial de 2022 a 24 de março, com a receção ao Azerbaijão. 

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias