Webinars iniciam-se com debate sobre a centralização dos direitos audiovisuais

Liga Webinars iniciam-se com debate sobre a centralização dos direitos audiovisuais

NACIONAL15.03.202319:53

A série de Webinars, que antecede o Thinking Football Summit 2023, teve início esta quarta-feira, com um debate sobre a centralização dos direitos audiovisuais. Tiago Madureira, diretor executivo da Liga, Luís Vicente, presidente da APEX Capital, e Pedro Brinca, professor associado da Nova School of Businesse and Economic (SBE) marcaram presença, numa conversa que foi moderada pelo comentador António Tadeia.

«Vamos ser muito diretos: discutir a possibilidade de a centralização se realizar é primitivo, nem devia acontecer em Portugal. Vai ser um game changer e o processo mais diferenciador do futebol português nos últimos anos. Não existe caminho alternativo, há um decreto-lei que define que, no pior cenário, acontecerá na temporada 2028-29, que é quando terminam os últimos contratos individuais», atirou Tiago Madureira.

Pedro Brinca fez uma comparação com os Países Baixos: «Esta não é uma competição a um, estamos em duas competições, Europa e Portugal. Porque é que em Portugal, com 10 milhões de habitantes, conseguiu sistematicamente estar à frente no ranking com menos receita do que países como, por exemplo, os Países Baixos? O que está em causa é a competitividade, retirar a verba por uma centralização e redistribuir vai baixar a competitividade internacional.»

Luís Vicente garantiu que Portugal tem «uma oportunidade única» para perceber como se deve fazer um negócio que seja «sustentável para todos os clubes».

Os Webinars regressam em abril, estando previstas mais quatro ações: 'Impacto dos custos de enquadramento na competitividade dos clubes’, ‘Importância das associações distritais e regionais na construção de uma Liga com talento’, ‘Apostas Desportivas – Necessidade de revisitar o atual modelo de repartição’ e ‘Criação e retenção de talento no Futebol Profissional – Modelo de sustentabilidade’.