Nuno Santos motivado: «Este será o maior desafio da carreira»

Vitória de Guimarães Nuno Santos motivado: «Este será o maior desafio da carreira»

NACIONAL19.07.202323:31

Numa longa entrevista aos meios oficiais do Vitória de Guimarães, o médio Nuno Santos, oficializado esta quarta-feira como reforço do clube minhoto, mostrou-se encantado.

«Olho para o Vitória como um clube grande. Estou muito contente por esta mudança. É o passo perfeito para poder relançar a carreira. Estou pronto para dar tudo pelo clube, com toda a minha alma e empenho», enfatizou o atleta, sublinhando de seguida: «Este será claramente o maior desafio da minha carreira como sénior. Será um prazer representar este clube. Também foi um grande desafio jogar nos Estados Unidos, mas isso é incomparável com esta mudança, com um clube com a dimensão do Vitória. Será tudo diferente. É um clube especial, com adeptos fervorosos. É um grande desafio.»

Questionado sobre a mudança, Nuno Santos explicou o porquê da aposta nos 'conquistadores': «Escolhi o Vitória por ser um clube grande, ganhador e por ter uma massa adepta inacreditável. Com a ajuda do 'mister' Moreno Teixeira e do resto do plantel, acredito que poderemos alcançar grandes objetivos.»

Segundo o médio, a concorrência será feroz: «Não vai ser fácil encaixar nesta equipa. Há muita qualidade e são várias as opções para o meio-campo, mas isso são sempre fatores positivos. Nenhum jogador consegue ser grande sozinho. Havendo bons jogadores em todas as posições, crescemos sempre de forma significativa, em todos os sentidos. A concorrência interna é sempre salutar, faz-nos crescer todos os dias. Estou ansioso por começar.»

Quanto à participação na Liga Conferência, Nuno Santos destacou: «Já tive uma experiência internacional pelo Paços de Ferreira e, naturalmente, levei em conta o facto de o Vitória ter-se apurado para a Conference League. Um clube com esta dimensão vai por certo encarar todos os jogos para ganhar nessa competição, com o intuito de ir o mais longe possível na competição. Isso também foi levado em conta.»

«Sinceramente, imagino-me a ganhar um troféu pelo Vitória. É um clube com um passado grandioso e acredito que a equipa tem capacidade para alcançar coisas bonitas», prosseguiu, ambicioso o centrocampista, tendo adicionado: «Estou ansioso por jogar no Estádio D. Afonso Henriques como jogador do Vitória. Aqui vive-se um ambiente diferenciado. É bom estar do lado em que somos apoiados e não engolidos. Só penso em ajudar a equipa o máximo possível.»

A pressão constitui um fator de motivação e não de inibição, assegura: «Não é qualquer um que consegue ser jogador do Vitória. A exigência dos adeptos é grande, mas os jogadores devem saber lidar com isso de forma positiva. Só assim se conseguem conquistar coisas grandes no futebol. Essa pressão vinda das bancadas é sempre saudável. Um clube como o Vitória nunca pode satisfazer-se com um empate. Tem sempre que procurar ganhar em todos os jogos.»