Ivo Vieira em frente na Copa Verde, Renato Paiva despede-se da Copa Nordeste com vitória em dia de aniversário

Brasil Ivo Vieira em frente na Copa Verde, Renato Paiva despede-se da Copa Nordeste com vitória em dia de aniversário

INTERNACIONAL23.03.202308:53

O Cuiabá, de Ivo Vieira, apurou-se para as meias-finais da Copa Verde, uma competição regional no Brasil.  Depois de vencer fora o Vilanova por 2-0, em jogo da primeira mão dos quartos de final, empatou esta madrugada na segunda mão, seguindo em frente com 3-1 total.  

O jogo teve várias incidências, com um final complicado, já para lá dos 90 minutos: dois expulsos para o lado do Cuiabá, um para o lado do Vila Nova. Deyverson, do Cuiabá – estava há dois jogos afastado da equipa e tinha entrado na segunda parte -, e Rian, do Vila Nova, desentenderam-se em campo e viram cartão vermelho direto. Fora de campo, jogadores e equipas técnicas também se desentenderam, dando origem a mais uma expulsão: um dos adjuntos de Ivo Vieira no Cuiabá, Pedro Andrade. Wellington Silva adiantou o Cuiabá aos 27, o Vila Nova marcou por Eduardo Doma aos 90+7, já depois das expulsões.

O adversário do Cuiabá na meia-final sairá do confronto entre Goiás e Brasiliense.

Ivo Vieira, naturalmente, não gostou do final do jogo, que significou um golo sofrido: «O objetivo foi cumprido com muito mérito. No primeiro jogo ganhámos de forma consistente e hoje a minha insatisfação é pelo golo sofrido. Não tínhamos necessidade de sofrer o empate, poderíamos ter ganho o jogo com mais conforto. O final do jogo ficou manchado pelo que aconteceu, mas foi resolvido. Os jogadores desconcentraram-se e permitiram o golo praticamente no último lance. Iríamos para o quinto jogo sem sofrer golos e isso faz a equipa crescer. Ficou essa mancha, mas os jogadores tiveram mérito.»

Ivo Vieira falou ainda da expulsão de Deyverson: «Acho que foi uma situação de jogo, em que sofreu um pontapé e respondeu. Não o deveria ter feito, as coisas poderiam ter sido resolvidas de outra forma.»

Noutra competição, no último jogo da Copa Nordeste, o Bahia, orientado por Renato Paiva, já afastado da próxima fase, recebeu e venceu o CBR por 3-0, com golos de Chávez, Everaldo e Arthur Sales. Dado o afastamento da equipa da competição – acaba na 6.ª posição do grupo B com nove pontos, a dois do 4.º e último lugar de qualificação -, o estádio Fonte Nova recebeu apenas 4 mil pessoas e Renato Paiva, em dia de aniversário, voltou a lamentar a eliminação.

«Estou longe de minha família e de meu país. É difícil. Falo por vídeo, sem abraços. É a primeira vez no futebol profissional que tenho um jogo no dia de aniversário. Não precisei de pedir uma prenda aos jogadores porque sabia que eles iriam fechar bem a participação na Copa do Nordeste. Eu queria muito ganhar o jogo hoje com uma boa exibição», disse.

Prestes a começar o Brasileirão, a meio de abril, mas ainda com a conclusão do campeonato Baiano pela frente, o treinador português deixou um desejo: «Estou muito feliz em Salvador. Espero ficar aqui por muito tempo, porque o trabalho ainda não está visível. Estou muito feliz aqui, recebo carinho na rua, a cidade tem mística. O projeto é muito bom, o grupo dos jogadores é fantástico.»

Mesmo sem chances de avançar e com muitos jogos nesta fase, o treinador apresentou a melhor equipa. «No Brasil o treinador é chamado de burro por muita gente. Falando de futebol, o treinador é burro, o médico é que é esperto, o jornalista é que é inteligente. Quem trabalha nessa vida tem de tomar decisões em função de análise. Foram quatro jogos em dez dias», disse.

Tags: