«É pior para mim, jogadores e clube se abordar as expulsões…»

Marítimo «É pior para mim, jogadores e clube se abordar as expulsões…»

NACIONAL27.05.202320:07

O treinador do Marítimo, José Gomes, expulso pelo árbitro, Ricardo Baixinho, já após o final do jogo da tarde deste sábado, no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril, onde a equipa que orienta foi batida (1-3) pelo Estoril na 34.ª e última jornada da Liga, admitiu que a sua ausência do banco na primeira partida do ‘play-off’ da manutenção – bem como as de Fábio China (duplo ‘amarelo’) e René Santos (‘vermelho’ direto), que igualmente terão de cumprir um jogo de castigo – poderão pesar nos insulares conseguirem ou não ficar no principal escalão do futebol profissional nacional.

Questionado sobre se pior do que a derrota no encontro será a sua ausência, bem como a indisponibilidade de Fábio China e René Santos para o primeiro dos dois jogos com o Estrela (segunda mão a 11 de junho, no Funchal), José Gomes não escondeu que gostaria de ir bem mais além do que lhe mandou a prudência e bom senso na sala de imprensa do Estádio António Coimbra da Mota, após o final do jogo.

«Se começar a desenvolver esse tema, talvez seja pior para mim, para o clube e para os meus jogadores. Limito-me a dizer que concordo com a forma como analisou a situação», afirmou José Gomes no final do encontro, a propósito da ‘tripla’ ausência para o primeiro jogo do ‘play-off’, dia 3 de junho, na Reboleira, ante o Estrela da Amadora, no final do jogo no Estoril, em declarações à Sport TV.

«Os adeptos vêm ver os jogos e sofrem com o Marítimo, um clube extraordinário, que sempre respeitou e continuará a respeitar todos os adversários. Se, de alguma forma, as pessoas do Estoril interpretaram de forma errada as minhas declarações aí há mês e meio, e por essa razão não nos abriram o portão [de acesso ao estádio] quando chegámos, pois quando chegámos [ao estádio] este não estava aberto e nós não chegámos aqui de surpresa…», foi a revelação, à laia de lapso mesclada de acusação que lamentou e partilhou, já após o encontro, com os jornalistas.

«Viemos para o estádio com a antecedência normal, hora e meia antes do jogo. Não é preciso estar com estas atitudes que de alguma forma são primitivas e fora daquilo que desejamos», foi o reparo – este sim, bem explícito – que deixou ao Estoril pelo sucedido.

«Além do resultado não ser o que queríamos, antes a vitória, fizemos as coisas bem feitas… à exceção de três ou quatro lances em que estivemos menos bem», foram, no fim de tudo, as curtas linhas de José Gomes em análise ao encontro.

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer