A resposta de Alfonso Pérez à autarca de Getafe

Espanha A resposta de Alfonso Pérez à autarca de Getafe

INTERNACIONAL05.10.202323:05

Antigo futebolista viu retirado o nome do estádio e o tema virou arma de arremesso na já conturbada cena política espanhola

Vencido mas não convencido. Alfonso Pérez virou tema na cena política de Espanha depois da sucessão de acontecimentos dos últimos dias. Tudo começou com a entrevista que deu ao El Mundo, em que afirmou, a propósito da polémica com a seleção feminina de Espanha, que obrigaria Guardiola (catalão...) e as internacionais espanholas a beijar a bandeira de Espanha.

Ora, Alfonso Pérez, antigo e histórico jogador do Getafe, já há anos que dava o nome ao estádio municipal da cidade, mas a entrevista fez com que a autarquia e o clube, que tem o direito de exploração do estádio, acordassem a retirada do nome de Alfonso Pérez do recinto, que passou a ser designado apenas como Coliseu.

Mas as opiniões sobre a matéria dividem-se e o tema foi transformado em arma de arremesso político. A autarca de Getafe, Sara Hernández, é do PSOE, de esquerda, e foi criticada pela homóloga de Madrid, Isabel Díaz Ayuso, eleita pelo Partido Popular, de direita, que falou numa «ditadura de esquerda assombrosa» depois da reação da autarquia de Getafe à entrevista de Alfonso Pérez, que entretanto tem sido acusado desrespeitar a igualdade e os direitos das mulheres.

Pelo que veio a público esta quinta-feira, num recado a Sara Hernández, avivar algumas memórias.

Na véspera, Alfonso Pérez já tinha vindo a público explicar o que queria dizer com as afirmações que fez em entrevista ao jornal El Mundo.