‘Champions’ em Lisboa. FC Barcelona: campeão mundial das receitas vem a Lisboa salvar a época

Desporto 11-08-2020 17:45

Esta campanha da ‘Champions’ poderá servir como uma espécie de redenção para o FC Barcelona que, depois de perder o título da La Liga para o Real Madrid, vai procurar o sucesso a nível europeu. A tarefa não se avizinha fácil, uma vez que o adversário que tem pela frente é o octacampeão alemão, FC Bayern.

João Tereso Casimiro

A última vez que o FC Barcelona venceu a Liga dos Campeões foi na temporada 2014/15 quando os catalães ainda tinham o brasileiro Neymar no plantel. Desde então, o Barça tem tido muitas dificuldades em chegar à final, onde o seu arquirrival Real Madrid tem prosperado. Ainda assim, o clube da capital da Catalunha tem tido bastante sucesso a nível doméstico o que ajudou a que se tornasse o clube com mais receita a nível mundial.

Esta campanha da ‘Champions’ poderá servir como uma espécie de redenção para o FC Barcelona que, depois de perder o título da La Liga para o Real Madrid, vai procurar o sucesso a nível europeu. A tarefa não se avizinha fácil, uma vez que o adversário que tem pela frente é o octacampeão alemão, FC Bayern. Uma final antecipada que, com toda a certeza, cativará os adeptos do futebol a assistir e vibrar com a qualidade inegável de ambos os conjuntos.

Campeão mundial das receitas

O FC Barcelona é o clube com mais receitas do mundo, de acordo com o relatório da “Delloite” ‘Deloitte Football Money League’ os catalães geraram uma receita de 840 milhões de euros, tornando-se, não só, o primeiro clube a ultrapassar a fasquia dos 800 milhões de euros, mas também a serem considerados o clube de futebol com a maior receita do mundo.

No que diz respeito ao valor do clube/marca, o Barcelona é segundo, apenas atrás do rival Real Madrid, com uma avaliação de 3,6 mil milhões de euros. A “Forbes”, divide esta avaliação em quatro campos, a receita (840 milhões de euros), dia de jogo (809 milhões de euros), direitos televisivos (mil milhões de euros) e vendas comerciais (1,2 mil milhões de euros).

Nike, Rakuten e Reko: parceiros milionários

Entre os vários patrocinadores do FC Barcelona, destaca-se a marca de artigos desportivos norte-americana ‘Nike’ que, desde 1998, é o fabricante das camisolas do clube catalão. O acordo entre as duas partes está agora avaliado em 133 milhões de euros ao ano, depois da renovação em 2018 que garantiu à marca norte-americana a exclusividade até 2026, segundo o portal “BleacherReport”.

Outro dos parceiros comerciais do FC Barcelona é a empresa multinacional de comércio online japonesa ‘Rakuten’, sendo este o principal patrocínio nas camisolas do Barça, num acordo anual de 55 milhões de euros.

O patrocínio nas camisolas de treino estão a cargo da ‘Reko’, empresa turca de eletrodomésticos, que paga aos catalães 57 milhões de euros. O acordo é válido até 2022, segundo o portal “SportsPro”.

Griezmann, o mais caro da história do ‘Barça’

O FC Barcelona é, tradicionalmente, um dos clubes que mais mexe com o mercado de transferências e, durante esta temporada, não foi exceção. A contratação de Antoine Griezmann por 120 milhões de euros foi um marco histórico, uma vez que o internacional francês se tornou na contratação mais cara de sempre do clube catalão.

Ao todo, o Barça vendeu 13 jogadores, encaixando 159 milhões de euros nos cofres do clube. Ainda assim, o valor dos jogadores vendidos não chegou para compensar as novas aquisições. Para além de Griezmann por 120 milhões de euros, o clube acabou por contratar mais seis jogadores, gastando um total de 273 milhões de euros em sete jogadores, incluindo o internacional francês.

Messi: seis vezes Bola de Ouro e duas ‘Champions’

Com 33 anos, o internacional argentino e seis vezes Bola d’Ouro, Lionel Messi, caminha a passos largos para a parte final da sua carreira. O astro argentino continua a impressionar com a sua qualidade futebolística e será, certamente, um dos jogadores a ter em atenção no que falta jogar da Liga dos Campeões. Com os rumores sobre a saída do argentino do clube catalão, o sucesso na competição poderá pesar na decisão de Messi continuar a vestir as cores do FC Barcelona.

A contratação de Quique Setién surpreendeu, e o espanhol não tem tido tarefa fácil. Depois de perder o título para o Real Madrid, o futuro à frente do FC Barcelona parece não estar assegurado. Uma vitória frente ao FC Bayern certamente trará esperança ao treinador no que à segurança do seu trabalho diz respeito, mas para o conseguir vai precisar de uma equipa inspirada.

O FC Barcelona será sempre um dos mais fortes candidatos a vencer a competição, mesmo que este ano a pandemia tenha alterado, e muito, o funcionamento do mundo futebolístico, a qualidade do plantel fala por si, e a experiência acumulada também. O jogo entre alemães e espanhóis antecipa uma final de colossos europeus que, com toda a certeza, trará ao de cima o melhor do futebol.

Ler Mais