35 anos de idade. Marca Cristiano Ronaldo vale hoje 200 milhões

Desporto 05-02-2020 15:48

Daniel Sá, especialista em marketing desportivo acredita que o jogador da Juventus continuará a ser um caso de estudo mesmo após o final da sua carreira desportiva.

Rodolfo Alexandre Reis

Cristiano Ronaldo celebra hoje 35 anos de idade. O atual jogador da Juventus continua a ser um “fenómeno” não só dentro dos relvados, mas também fora deles, quer desportiva e financeiramente.

Prova disso são os dados divulgados pelo estudo recente “Football Money League 2020” da consultora Deloitte, que revelaram que desde a chegada do português a Turim, “a Juventus reentrou nos dez clubes europeus com mais receita, passando dos 395 milhões de euros em 2018, ano em que CR7 assinou pelo clube italiano, para os 460 milhões de euros em 2019. Um crescimento de 17% no valor de 65,2 milhões de euros.

Em declarações ao Jornal Económico, Daniel Sá, diretor executivo do Instituto Português de Administração de Marketing (IPAM) em Lisboa e especialista em marketing desportivo, refere que o instituto de ensino começou “praticamente há dez anos a olhar para Cristiano Ronaldo como uma marca e apontávamos que era uma marca capaz de render anualmente entre 25 a 30 milhões de euros e hoje é uma marca que estimamos valer 200 milhões de euros”.

Este estudo da Deloitte determinou que Cristiano Ronaldo sozinho tem mais seguidores no Instagram do que Real Madrid e Barcelona juntos e que a Adidas pagou mais 15 milhões de euros à Juventus fruto da visibilidade da marca do português. Também as vendas de merchandising cresceram 16 milhões de euros.

“Cristiano Ronaldo é também um fenómeno para além do futebol e está intrometido em outras áreas como o cinema e a política”, explica Daniel Sá exemplificando com o facto de que “à data de hoje vemos que Cristiano Ronaldo tem mais de 400 milhões de seguidores nas suas redes sociais, no Twitter tem 82 milhões e Donald Trump tem 72 milhões de seguidores”. Esta é a capacidade de causar impacto não só na “mudança de clube e país há dois anos e que teve não só na Juventus, mas também na liga italiana”, frisa.

Com Cristiano Ronaldo, a receita do dia de jogo da Juventus passou de 51 milhões em 2018 para 66 milhões em 2019; as receitas de transmissão televisiva passaram de 200 milhões em 2018 para 209 milhões em 2019; a receita comercial passou de 143 milhões em 2018 para 186 milhões em 2019. Dados que ganham maior relevância por um jogador que completa hoje 35 anos.

“Esta é a capacidade de causar impacto que Cristiano Ronaldo teve não só na mudança de clube e país há dois anos, não só na Juventus, mas também na liga italiana”, frisa Daniel Sá.

Em relação ao futuro, o especialista sublinha que Cristiano Ronaldo “seguramente vai continuar a ser um caso de estudo nos próximos anos pelo tremendo impacto que tem conseguido ter não apenas dentro do universo do futebol, mas também fora dele”.

Daniel Sá tem, no entanto, dúvidas de que o futuro do jogador após o fim da carreira desportiva possa continuar a passar pelo futebol. “Numa entrevista recente ele disse que gostava de melhorar o seu inglês pois gostaria de entrar em filmes de cinema. Com o perfil de personalidade de Cristiano Ronaldo não me parece que a carreira de treinador ou dirigente sejam os caminhos que vão aparecer no seu futuro”, conclui.

Ler Mais