«Faremos de tudo para virar o jogo»

Libertadores 31.08.2022 09:05
Por Redação

Abel Ferreira considera que o Palmeiras poderia ter feito melhor frente ao Athlético Paranaense, no jogo da primeira mão da meia-final da Libertadores, mas acabou por sair com um derrota por 0-1. É a margem mínima, mas o Palmeiras vai ter de operar uma reviravolta para chegar à terceira final e defender o título.


O treinador sublinhou erros ofensivos, começando pela perdida de López logo aos 5 minutos.


«Primeiro, defrontámos uma equipa experiente e com um treinador [Scolari] que sabe muito bem como jogar, como armar uma equipa. Nestes jogos a eficácia é determinante. A primeira e grande chance do jogo foi nossa, nós sabíamos que seria difícil. Tivemos três chances para marcar. Uma clara com o López, que foi precipitado e vai ter mais calma para fazer isso em outros jogos; Foi um jogo encaixado, difícil. Quando o adversário ficou com um a menos [Hugo Moura expulso aos 74 minutos) tivemos cinco remates. O Athletico é uma equipa que se defende bem e vence. Mas jogaremos em casa, faremos de tudo para virar o jogo», disse Abel Ferreira.


Com Scolari expulso durante o jogo por protestos, calhou ao seu adjunto, Paulo Turra (que representou Boavista e V. Guimarães entre 2001 e 2005) falar sobre a partida.


«Foi um grande jogo, com duas grandes equipas. Fomos felizes na estratégia montada. Bloqueámos o Palmeiras e quando tivemos oportunidade de chegar à frente, também chegámos. É mérito dos jogadores», disse.


Turra falou também da expulsão: «Não entendi a expulsão dele, não foi agressivo, só reclamou. »

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias