APAF promete agir judicialmente após agressões no E. Amadora-Benfica B

Arbitragem 30-11-2021 12:26
Por Redação

A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol reagiu também à denúncia de agressões à equipa de arbitragem liderada por Miguel Nogueira. O organismo liderado por Luciano Gonçalves pede «ação de consequências exemplares» por parte do Conselho de Disciplina e promete também «agir disciplinarmente e judicialmente». 

Eis o comunicado:

«A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol repudia as agressões, ambiente hostil e ambiente intimidatório à equipa de Arbitragem do jogo Estrela Amadora e Benfica B.

É inaceitável que continue a existir episódios destes no desporto, mais grave ainda numa competição profissional que deveria ser o exemplo para os milhares de adeptos e jovens praticantes. Estes episódios mancham o que tanto de bom se vai fazendo.

O futebol é um jogo de paixões, sem dúvida, no entanto, não deve ser o escudo protector de comportamentos desapropriados e que coloquem em causa a honorabilidade de outro profissional. O futebol não é uma bolha onde a agressão, a ameaça, o insulto e a falta de respeito por outro colega seja aceite como normal.

Pedimos que o Conselho Disciplina tenha uma ação de consequências exemplares e os tribunais civis condenem criminalmente os comportamentos e as ações. Apelamos também que as entidades organizadoras das competições garantam de forma eficaz a segurança nos recintos desportivos para que não se repitam estes episódios que nos envergonham.

Iremos agir disciplinarmente e judicialmente sobre todos os incidentes do jogo de ontem.

Continuamos esperançados que a sensação de impunidade não perdure muito mais tempo no futebol português.

Manifestamos toda a solidariedade para com a equipa de Arbitragem constituída por Miguel Nogueira, Nuno Pereira, José Luzia e Pedro Brás."

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias