‘Servir o Benfica’ defende complemento ao voto eletrónico

Benfica 10-08-2020 22:13
Por Redação

O movimento ‘Servir o Benfica’ continua a divulgar as ideias que preconiza para o clube da Luz e defendeu agora a intenção de «equiparar os sócios correspondentes aos sócios efetivos». A candidatura encabeçada por Francisco Benítez pretende, também, «complementar o voto eletrónico com suporte físico», que justifica assim:

 

«Garante não só uma maior transparência do processo eleitoral mas também a possibilidade de recontagem de votos. O Movimento considera que não há qualquer motivo lícito para que o procedimento não seja este. Acresce que as fragilidades e falhas de segurança do sistema informático do Sport Lisboa e Benfica já foram comprovadas no passado, nomeadamente nos diversos crimes de violação de correspondência privada de que o clube foi vítima. Tais factos evidenciam a importância do voto não ser exclusivamente em formato eletrónico.»

 

No que diz respeito às assembleias-gerais, a lista de Francisco Benítez advoga que estas «sejam transmitidas via streaming para os associados», em nome dos muitos benfiquistas que vivem e sofrem pelo Benfica fora do País.

 

«O Sport Lisboa e Benfica é um clube de Lisboa, de Portugal, da lusofonia e do mundo e, não tendo todos os associados a possibilidade de se deslocar a Lisboa para participar nestas reuniões, cabe à mesa da assembleia geral garantir a estes associados a possibilidade de assistir às reuniões de assembleia geral e de participar nas tomadas de decisão. O Movimento prevê que para este efeito seja utilizada a área pessoal no site do Sport Lisboa e Benfica e considera esta medida um imperativo a implementar na primeira reunião de Assembleia Geral após o acto eleitoral», lê-se na página oficial do movimento no Facebook.

Ler Mais
Comentários (15)

Últimas Notícias

Mundos