Vítima de racismo, Taison assume: «Está na altura de arrumar as coisas e sair»

Shakhtar Donetsk 11-11-2019 20:20
Por Redação

O episódio de racismo de que foi alvo no clássico com o Dínamo de Kiev foi a gota de água para Taison. O extremo brasileiro confessou ao Globoesporte que quer sair do Shakhtar Donetsk.

 

«Depois do que aconteceu no jogo, pensei para mim: ‘está na altura de arrumar as coisas e sair’. Mas é uma situação difícil. O Shakhtar já recusou uma proposta do Milan por €30 milhões de euros no verão, imaginem voltar a pedir para sair… Não sei como», desabafou o jogador de 31 anos que vai passar a pausa internacional no Brasil.

 

Formado no Internacional de Porto Alegre, Taison chegou ao futebol ucraniano em 2010 para jogar no Metallist. Em 2012 mudou-se para o Shakhtar Donestk, clube ao serviço do qual soma 254 jogos e por quem conquistou cinco campeonatos, cinco taças e cinco supertaças.

Ler Mais
Comentários (7)

Últimas Notícias