Tite comenta dança: «Tenho respeito por Paulo Bento»

Brasil 05.12.2022 23:33
Por Rogério Azevedo, enviado-especial ao Catar

Na conferência de Imprensa que se seguiu ao triunfo, por 4-1, sobre a Coreia do Sul, Tite, selecionador brasileiro, comentou o momento em que se juntou ao grupo na dança de comemoração do golo e esclareceu.


«Tenho muito cuidado com os maldosos, que entendem como desrespeito. Sei da visibilidade que isso teria e não queria que tivesse outra interpretação a não ser no sentido de alegria pelo golo, pela equipa, pelo desempenho e resultado. Tenho respeito por Paulo Bento desde o tempo em que ele orientou o Cruzeiro», deixou bem claro o timoneiro da canarinha.


Quanto a Neymar, Tite foi extremamente elogioso: «Ele tem o arco e a flecha, o diferencial. Mesmo lesionado [com a Sérvia], ele teve isso durante o jogo. É a liderança técnica da equipa. Cada um tem uma característica marcante. Ele é o centro que potencializa os outros atletas.»


O selecionador explicou ainda onde assenta o sucesso obtido pelo Brasil até ao momento: «Se, em algum momento, deixarmos fugir o equilíbrio, a possibilidade de perdermos é maior. Para alinhar estes jogadores, é necessário o compromisso de posicionarem-se em campo na ação sem bola, assim como ter jogadores atrás que também deem esse apoio. Os nossos dois laterais têm uma função mais de construção. É esse o mecanismo vivo que tentamos equilibrar.»


Segundo Tite, o talento do escrete é algo que o deixa verdadeiramente impressionado: «Esta equipa tem uma grande ousadia ofensiva, na finta, no lance individual, que é impressionante. Essa geração, trabalhada por uma série de profissionais na formação, é, atualmente, uma equipa equilibrada, com a consciência de que deve ser equilibrada e sabe que se acontecer um desequilíbrio, pode ser fatal.»


Ainda em relação à dança, Tite explicou por que razão se juntou ao grupo na celebração do golo: «Temos que nos adaptar às características do grupo e procuro adaptar-me à linguagem deles. A linguagem deles é de dança, de brincadeira. Aprender a dança deles é duro, é difícil. Estávamos a brincar, não me recordo bem do que aconteceu com o Richarlison e disse-lhe: 'Essa dança? Se fizer um golo, vai ver que vou dançar'.»



 


Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias

Serviço de apoio ao cliente
Dias úteis das 9.30h às 13h e 14.30h às 18h
E-mail: clientes@abola.pt
Telefone: 213232133 (Chamada para a rede fixa nacional)
Morada: Tv. da Queimada, 23 1249-113, Lisboa Portugal