Três portugueses entre os poucos sobreviventes ao 'chicote'

Brasil 26.09.2022 10:53
Por João Almeida Moreira, correspondente de A BOLA no Brasil

Ainda a segunda jornada do Brasileirão não tinha começado e já quatro treinadores de clubes da Série A se despediam dos adeptos: Alberto Valentim (Athletico Paranaense), Marquinhos Santos (América Mineiro), Glauber Ramos (Goiás) e Alexander Medina (Internacional) só duraram 90 minutos ao serviço dos seus clubes. No último dia 12 de setembro foi a vez de caírem Eduardo Barroca (Avaí) e Lisca (Santos).


Feitas as contas, dos 20 clubes da Série A, 14 mudaram de técnico, quatro deles já por duas vezes. Sobram seis técnicos resistentes da primeira até à 27.ª jornada. Três nasceram em Portugal: Abel Ferreira (Palmeiras), Vítor Pereira (Corinthians) e Luís Castro (Botafogo).


Leia mais na edição impressa ou na edição digital de A BOLA

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias