Luís Castro, expulso no início de jogo quente, fala em dia «complexo»

Botafogo 20.06.2022 08:34
Por Redação

Depois de um jogo com muitas decisões polémicas, confusão entre os jogadores no final e o Botafogo a vencer por 3-2 o Internacional depois de ter estado a perder por 0-2, Luís Castro, que foi expulso, criticou as decisões do árbitro Savio Pereira Sampaio.


«Foi um dos dias mais complexos da minha trajetória como treinador. Na minha opinião, o pênalti foi inexistente [1-0 para o Internacional aos 9 minutos]. E antes do segundo golo deveria ter havido um canto para o Botafogo. A arbitragem deveria ser sempre agente pacificador do jogo e não agente potencializador de tudo de mal que há no jogo. E acho que houve confusão de critérios que prejudicou a nossa equipa», analisou Luís Castro, que foi expulso logo nos primeiros minutos ao questionar o penálti.


«Não devemos viver em função do resultado e sim em função de nossa consciência. Normalmente, os árbitros chamam os jogadores para dar cartões. Estranhei muito. Eu fui expulso com o árbitro a 30 metros de mim, sem saber nem o motivo, sem ter uma simples palavra, sem simples explicação. Mas, pronto, seguimos»,  disse Luís Castro.


O Botafogo é agora sétimo classificado: «Não dá tranquilidade nenhuma, porque sei que o balanço das temporadas se faze no fim. Portanto, nunca estarei descansado. Esse jogo para mim já não é nada, a não ser um jogo que ficou na história.»


Segue-se o Fluminense: «Acha que estou em condições de falar do Fluminense agora? (risos). Depois dessa pancada toda que levámos, golos anulados para os dois lados, foi tanta coisa... mas para o jogo com o Fluminense temos muitas baixas, vai ser uma semana muito difícil.»

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias