A maldição de Inglaterra

FC Porto 19-10-2020 16:04
Por Paulo Pinto

A Liga segue dentro de momentos, porque quarta-feira dá-se o regresso do FC Porto à elite do futebol europeu.

 

O arranque da 24.ª participação dos dragões na fase de grupos da Champions, a terceira sob a liderança técnica de Sérgio Conceição  - só Real Madrid e Barcelona, com 25 presenças, superam a impressionante marca azul e branca -, está programado para Inglaterra, concretamente para o Estádio Ethiad do Manchester City, que possui o plantel mais valioso de todos os 32 clubes que integram esta edição da Liga dos Campeões, isto de acordo com os cálculos mais recentes do Transfermarkt, site especializado na matéria.

 

Das deslocações a terras de sua Majestade os portistas não guardam recordações muito animadoras, sendo agora o FC Porto versão 2020/2021 desafiado a colocar ponto final numa maldição que dura há mais de 50 anos.

 

Em 20 jogos protagonizados em território inglês, nenhum acabou com triunfo dos dragões. O melhor que os azuis e brancos conseguiram foi empatar em três ocasiões, a primeira num duelo com o Manchester United (1-1), na celebérrima e épica campanha 2003/2004, concluída com a conquista da Champions que permitiu a José Mourinho ser entronizado como Special One. A segunda igualdade (2-2), também em Old Trafford, ocorreu em 2008/2009, no consulado de quatro anos de Jesualdo Ferreira. E já foi na era de Sérgio Conceição que o FC Porto arrancou o derradeiro empate, diante do Liverpool. Só que esse 0-0 de Anfield, a 6 de março de 2018, revelou-se curtíssimo de mais para reverter a derrota pesada do Dragão (0-5), não passando os portistas dos oitavos de final dessa Champions.

 

Entre as 17 derrotas sofridas em Inglaterra consta uma (2011/2012) frente ao opositor desta quarta-feira, mas para a Liga Europa.

Ler Mais
Comentários (56)

Últimas Notícias