«Pelos valores oferecidos, não há, nem haverá negócio com o FC Porto»

Brasil 30-09-2020 13:02
Por António Casanova

Chama-se Eduardo Gabriel Aquino Cossa, tem 23 anos, mede 1,75 metros, pesa 66 quilos e é simplesmente conhecido por Pepê. Há longo tempo referenciado pelo FC Porto, o avançado brasileiro do Grêmio de Porto Alegre surge agora entre as prioridades dos dragões. Além de correr contra o tempo - porque a janela de transferências em Portugal encerra a 6 de outubro -, a SAD debate-se igualmente com a forte resistência de Romildo Bolzan Júnior, presidente do clube brasileiro, para assegurar mais um reforço para os campeões nacionais.
 

«Pelos valores oferecidos, não há, nem haverá negócio. Disse isso mesmo à pessoa a quem o FC Porto delegou as funções de intermediação», revelou a A BOLA o dirigente máximo do Grémio.
 

Romildo Bolzan Júnior fez somente segredo dos valores acenados pelos dragões, embora a imprensa brasileira tenha insistido que a SAD azul e branca avançou com uma oferta de 10 milhões de euros por 70 por cento do passe, denunciando também a presença do agente Giuliano Bertolucci em terras gaúchas na condição de intermediário dos portistas.
 

«O que lhe posso dizer é que a proposta do FC Porto é insuficiente. Pelo que nos ofereceram não levam Pepê. Impossível! Propostas como a do FC Porto são feitas para jogadores de segunda linha no Brasil: só que o Pepê é jogador de primeira linha e vale muitíssimo mais do que o oferecido», acentuou o cartola gremista.

 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

 

Ler Mais
Comentários (73)

Últimas Notícias