Acusado de pratica de corrupção activa detido funcionário da PGR em Tete

Moçambique 14-11-2019 14:39
Por António Mavila

A Procuradoria da República (PGR), na província de Tete, centro de Moçambique anuncia a detenção dum seu funcionário, indiciado de prática de corrupção activa.

 

Em conferência de imprensa, o porta-voz da PGR, naquela província, diz que o referido funcionário é suspeito de estar envolvido em esquema de corrupção, por ter efectuado depósito, na conta de um empreiteiro desqualificado, para o pagamento de obras de construção das instalações da Procuradoria da República Distrital de Angónia.

 

Gilroy Fazenda afirmou que a PGR Lançou um concurso público para a empreitada, do qual os interessados apresentaram propostas de orçamento diferentes das obras de construção da Procuradoria Distrital.

 

Um avaliou a empreitada em 1 300 mil meticais e o outro em 2.600 mil meticais, o funcionário optou por valor mais alto, de um empreiteiro desqualificado, pois quem foi aprovado é o empreiteiro que apresentou o valor mais baixo, relativamente ao outro.

 

O funcionário cujo nome não revelou, encontrava-se afecto ao Departamento de Administração e Finanças da Procuradoria da República Provincial e não informou aos seus superiores hierárquicos do pagamento que fez.

 

Como se isso não bastasse, disse, ele efectuou o pagamento na totalidade, em vez de faze-lo em tranches, consoante a evolução do nível da execução das obras, como está preconizado na lei. “Ele fez isso para o enriquecimento rápido”, acrescentou.

 

De acordo com a fonte, também foi encarcerado o empreiteiro, alegadamente, por não ter honrado o compromisso de construir as instalações da Procuradoria da República Distrital, pese embora tivesse recebido o dinheiro do Estado.

Ler Mais

Últimas Notícias