Cidadão português detido na Ilha de Moçambique com 79 tartarugas na sua residência

Moçambique 10-02-2021 11:12
Por António Mavila

A Polícia da República de Moçambique (PRM) anunciou a detenção na Ilha de Moçambique, na província de Nampula, dum cidadão de nacionalidade portuguesa acusado de possuir na sua residência um cativeiro de 79 tartarugas, uma espécie protegida a nível mundial.

 

Não foi revelada a identidade do cidadão português detido, mas fontes do Serviço Nacional de Investigação Criminal (Sernic), que ainda investigam o assunto, disseram que a detenção do homem foi graças a uma denúncia feita pela Administração Nacional de Áreas de Conservação de Moçambique.

 

Sabe-se ainda, segundo as nossas fontes, que as tartarugas apreendidas são oriundas da Madagáscar, mas o cidadão agora detido é citado pelas autoridades policiais como tendo dito que criava aquelas espécies protegidas dentro do seu quintal há mais de vinte anos.

 

O cidadão português é um empresário na área de pescas e possui uma frota enorme de barcos. A polícia que investiga a proveniência das tartarugas suspeita que o mesmo tenha comprado ou pescado dando a sua atividade.

 

Sabe-se que cada tartaruga chega a custar até cinco mil dólares.

Ler Mais

Últimas Notícias

Mundos