A BOLA TV exibe estreia nacional de «Everestalefe» (15h55)

A BOLA TV 13.08.2022 00:02
Por Jorge Pessoa e Silva

A BOLA TV exibe este sábado (15h55), em estreia nacional, «Everestalefe», de Luís Afonso, que há 32 anos assina, na última página de A BOLA, o Barba e Cabelo.
 

José Francisco sempre sonhou, desde pequenino, ser o primeiro ser humano a escalar a Serra de Ficalho, no concelho de Serpa, na raia alentejana. Chegar a Talefe, o cume da Serra, a 523 metros de altitude, e ali fixar a bandeira de Portugal seria a realização suprema. Depois de muito matutar, encontrou em João Garcia, o mais famoso alpinista português, a inspiração e o alento para levar a cabo a aventura de uma vida. Se João Garcia colocou a bandeira portuguesa no cume do Evereste, porque não haveria João Francisco de fazer o mesmo no cume da Serra de Ficalho? Irá consegui-lo?

 

A resposta a esta pergunta está em Everestalefe, a primeira curta metragem de Luís Afonso e que A BOLA TV transmite, em absoluta estreia nacional, este sábado. Uma emissão especial que se inicia às 15h55 horas com uma animada conversa a anteceder a exibição do filme. Desde logo com Luís Afonso, que assume os papeis de guionista, produtor, co-realizador – missão que divide com Sibila Lind -  e ator. «Não é um filme cómico, é um filme surrealista», comenta o dono da mais famosa barbearia do mundo, sita, há 32 anos, na última página do jornal A BOLA: «Barba e Cabelo». E mais não revelamos para não estragar a surpresa.
 

À mesa desta conversa junta-se João Garcia, que também participa no filme. Onde reconhece que, tratando por tu as mais altas montanhas do mundo, nunca ousou escalar a Serra de Ficalho. Conversa polvilhada pelo carregado sotaque alentejano de José Francisco. Nome do ator, e da personagem principal, de Evarestalefe. E que se estreou nas lides da representação. Natural de Vila Verde de Ficalho, de onde nunca saiu. De dia contabilista, à noite vocalista de duas bandas: Zeca e os Pelintras e Rockústico.

 

Reconhecimento nos Estados Unidos

 

Everestalefe recebeu já reconhecimento ao ser escolhido para o programa oficial do Director Circle Festival of Shorts, um prestigiado festival de curtas-metragens nos Estados Unidos. A estreia em Portugal acontece hoje, em A BOLA TV. E esta curta-metragem é a prova de que o maior capital continua a ser a criatividade humana, conforme os protagonistas explicam na primeira parte deste especial de A BOLA TV.
 

Um filme cómico? Surrealista? Talvez os dois. Caberá ao telespetador decidir. Mas brotando da enorme criatividade de Luís Afonso, podemos esperar surpresa e algumas gargalhadas.

Ler Mais
Comentários (0)