«Caso Otávio abre um precedente grave no plantel» - Diogo Luís analisa contas do FC Porto em A BOLA TV

FC Porto 13-10-2021 22:56
Por Redação

Diogo Luís, economista e comentador A BOLA TV, deixou várias críticas à gestão da SAD azul e branca ao longo dos últimos anos. No programa A Bola da Noite, o antigo jogador questionou os mais de 15 milhões de euros gastos pela administração como prémio de assinatura na renovação de contrato com Otávio.

 

«Se fosse ao mercado para contratar um jogador como o Otávio, o FC Porto certamente pagaria um valor semelhante a estes 15 milhões de euros, mas isto abre um precedente grave na gestão do plantel para os jogadores que queiram renovar e tenham algum estatuto. O Corona não vai, com certeza, pedir menos e o FC Porto terá uma tarefa difícil para gerir, daí o Sporting ter tomado a decisão que tomou no caso do João Mário.

 

- Fica difícil gerir esta situação, tanto desportiva como financeiramente», disse, deixando ainda uma questão sobre Otávio. «Para além dos 15 milhões para o jogador, o FC Porto pagou ainda mais dois milhões de intermediação. Mas qual foi a participação dessa pessoa, que recebeu uma comissão de mais de 10 por cento, no negócio? É surpreendente a forma como o dinheiro circula no futebol», apontou, alongando as críticas aos números do relatório e contas dos azuis e brancos.

 

«A gestão financeira do FC Porto não está a ser feita da melhor forma. Com os resultados que o clube tem tido na Liga dos Campeões e as vendas que tem feito, como é que o melhor resultado de sempre é de apenas 33 milhões de euros positivos? E são 33 milhões porque a SAD vendeu dois jogadores ao Vitória de Guimarães por 15 milhões de euros num mero ato contabilístico. São aquelas jiga-jogas típicas do futebol português para os números serem mais bonitos!»

Ler Mais
Comentários (34)