NBA All Star Game - Charlotte 2019 (Artigo de Eduardo Monteiro, 36)

Espaço Universidade 12-02-2019 15:37
Por Eduardo Monteiro

O “NBA All Star Game” é um jogo  de exibição, realizado anualmente, entre  os melhores jogadores da National Basketball Association, divididos em duas equipas em representação das duas conferências (Este e Oeste) que constituem a Liga Profissional norte americana. Como espectáculo de referência tornou-se, ao longo dos anos (68) num dos maiores eventos desportivos à escala mundial. Nos Estados Unidos alcançou enorme popularidade rivalizando com o “Super Bowl” do futebol americano, que era o grande líder nacional. A nível internacional ganhou enorme prestígio pelo que já é  televisionado para cerca de 200 países, em 40 línguas diferentes. Programado  para o próximo fim de semana, decorridos mais de 55 jogos dos 82 previstos (por cada uma das 30 equipas da NBA), durante a fase regular do campeonato. O “NBA All Star Game - 2019” será efectuado no Spectrum Center (19.077 espectadores), recinto oficial da equipa dos Charlotte Hornets, cujo dono é Michael Jordan (considerado o melhor jogador de sempre da NBA), na cidade de Charlotte, estado da Carolina do Norte.

 

Entretanto, entre 25 de Dezembro e 21 de Janeiro decorreu a eleição pública (pelos adeptos da NBA), dos melhores jogadores que, em princípio, farão parte do cinco inicial das duas formações das respectivas conferências. Esta escolha por parte dos fãs da modalidade corresponde sómente a 50% da votação global, já que 25% pertence aos jogadores e os restantes 25% são da responsabilidade da comunicação social especializada. O número de votos enviados pelos adeptos das equipas e entusiastas da NBA, atingiu diversas dezenas de milhões, o que revela o interesse que este evento desportivo desperta no mundo basquetebolístico. Concluído este complexo processo eleitoral já se conhecem os resultados que determinaram a escolha dos 10 jogadores que iniciam o jogo das estrelas. A selecção dos jogadores teve muito a ver com a  experiência adquirida em participações anteriores em “All Star Games”, assim como, nas exibições efectuadas nesta época desportiva (fase regular do campeonato da NBA) muito bem expressas nos dados estatísticos individuais:

 

Conferência do Este:

- Kyrie Irving (Base) 6º All Star - Dados estatísticos (23.6 pts, 6.9 ass, 4.9 res); Votação (3.881.766 adeptos) (190  jogadores) (100  jornalistas).

- Kemba Walker(Base) 3º All Star- Estatística (24.4 pts, 5.5 ass, 4.2 res); Votação (1.395.330 adeptos) (98 jogadores) (48 jornalistas).

- Giannis Antetokounmpo (Extremo) 3º All Star (26.4 pts, 5.9 ass, 12.6 res); Votação (4.375.747 adeptos) (269 jogadores) (99 jornalistas).

-Kawhi Leonard (Extremo) 3º All Star- Estatística (27.6 pts, 3.2 ass, 7.9 res); Votação (3.580.531 adeptos) (189 jogadores) (99 jornalistas). 

- Joel Embiid (Poste) 2º All Star – Estatística (27.2 pts, 3.6 ass, 13.4 res) Votação (2.783.833 adeptos) (186 jogadores) (99 jornalistas).

Conferência do Oeste:

- Stephen Curry (Base) 6º All Star Estatística (29.6 pts, 5.4 ass, 5.1 res);  Votação (3.861.038 adeptos) (161 jogadores) (97 jornalistas).

- James Harden (Base) 7º All Star – Estatística (36.2 pts, 8.1 ass, 6.6 res); Votação (2.905.488 adeptos) (153 jogadores)  (99 jornalistas).

- Kevin Durant (Extremo) 10º All Star – Estatística (27.6 pts, 5.9 ass, 7.2 res); Votação (3.150.648 adeptos) (168 jogadores) (77 jornalistas).

- Paul George (Extremo) 6º All Star – Estatística (27.6 pts, 4 ass, 8 res); Votação (3.122.346) (76 jogadores) (43 jornalistas).

- Lebron James (Poste) 15º All Star - Estatítica (27.2 pts,7.2 ass, 8.5 res); Votação (4.620.809 adeptos)   (174 jogadores)   ( 78 jornalistas).

 

A exemplo do que já sucedeu no ano anterior, o jogador com maior número de votos em cada uma das conferências foi designado como o respectivo capitão. Assim, LeBron James é o capitão do Oeste e Giannis Antetokoumpo o lider do Este. Por sua vez, os jogadores que irão participar como suplentes no All Star Game foram indicados pelos treinadores principais (Head Coach) das equipas da NBA. Como corolário deste processo, os capitães Lebron e Giannis tiveram a acrescida tarefa de, através de uma opção alternada (Draft), escolher numa 1ª ronda os quatro jogadores que vão fazer parte do cinco inicial da sua equipa entre os jogadores anteriormente eleitos para iniciar o encontro. Numa 2ª ronda escolher os restantes jogadores que irão integrar a sua equipa entre os suplentes selecionados pelos treinadores e na 3ª ronda, um dos 2 jogadores convidados. Deste modo, após o referido draft as equipas ficaram assim constituídas:

 

Team Lebron /Treinador: Michael Malone (Denver Nugetts)

Cinco inicial: LeBron James (Los Angeles Lakers), Kevin Durant (Golden State Warriors), Kyrie Irving (Boston Celtics), Kawhi Leonard (Toronto Raptors) e James Harden (Houston Rockets);

Suplentes: Anthony Davis (New Orleans Pelicans), Klay Thompson (Golden State Warriors), Damian Lillard (Portland Trail Blazers), Ben Simmons (Philadelphia 76ers), LaMarcus Aldridge (San Antonio Spurs), Karl-Anthony Towns (Minnesota Timberwolves), Bradley Beal (Washington )  e, como convidado especial, Dwyane Wade (Miami Heat).

Team Giannis /Treinador: Mike Budenholzer (Milwaukee Bucks)

Cinco inicial; Giannis Antetokoumpo (Milwaukee Bucks), Stephen Curry (Golden State Warriors), Joel Embid (Philadelphia 76ers), Paul George (Oklahoma Thunders) ) e Kemba Walker (Charllote Hornetts);

Suplentes: Khris Middleton (Milwaukee Bucks), Nikola Jokic (Denver Nuggetts), Russel Westbrook (Oklahoma Thunders), Blake Griffin (Detroit Pistons), D´Angelo Russell (Brooklin Nets), Nikola Vucevic (Orlando Magic), Kyle Loury (Toronto Raptors) e, como convidado, Dirk Nowitzki (Dallas Mavericks).

 

Face ao número de votos creditados nos principais jogadores da NBA, a grande surpresa foi o elevado número de votos dos adeptos atribuído ao novato (rookie) Lucas Doncic (Dallas Mavericks), jogador de 19 anos de idade, que foi campeão europeu com a selecção senior da Eslovénia, assim como, MVP e vencedor da Euroliga, na época passada, com a equipa do Real Madrid. Recebeu 4.242.980 votos, terceiro atleta mais votado logo a seguir a Lebron James e Giannis Antetokounmpo, ou seja, mais do que Stephen Curry, Kevin Durant, Anthony Davis, Paul George, James Harden, Russel Westbrook e Klay Thompson consagrados jogadores norte americanos (campeões mundiais e olímpicos). Também, recebeu 43 votos dos jogadores (colegas de profissão na NBA) não tendo sido, no entanto, reconhecido o seu inegável valor pelos media (apenas 2 votos). Recordamos que Luka Doncic já é, na história da NBA, o mais jovem jogador de sempre  que  conseguiu, na época de estreante (rookie season), 3 triplos duplos ( dois dígitos em três áreas estatísticas num jogo: pontos, assistencias, ressaltos, roubos de bola ou interceções de lançamentos).  Os seus dados estatísticos, até ao presente momento, mostram perfeitamente a sua enorme capacidade atlética e qualidade técnico desportiva (20.6 pontos, 5.5 assistencias e 7.1 ressaltos por jogo). Mark Cuban, patrão dos Dallas Mavericks, já viu a pérola que tem entre mãos e, por essa razão, já está a construir à volta de Doncic a sua equipa do futuro. Lukas Doncic é, neste momento, o principal candidato a Rookie da NBA, na actual época desportiva (2018-19).

 

Na organização e celebração do All Star Game (durante quase 7 décadas) a NBA foi introduzindo, alterando e aperfeiçoando  um conjunto de outras actividades ligadas ao basquetebol, de forma a apresentar um espectáculo único a nível mundial que fosse atrativo, promocional e gerador de receitas através das transmissões televisionadas. Assim, durante o próximo fim de semana, temos a oportunidade de ver actuar, a diferentes níveis exibicionais, os melhores praticantes de basquetebol do mundo. Actuação ao vivo para um grande número de entusiastas da modalidade  que se deslocam à cidade de Charlotte e via televisão a todos aqueles que estiverem interessados em acompanhar este evento único que engloba diversas actividades:

 

Jogo das Celebridades (NBA All Star Celebrity Game)

 

É um jogo de basquetebol, disputado de forma recreativa, em que o principal objectivo é a confraternização  entre os diversos participantes ( ex-jogadores da NBA, jogadoras da Liga feminina “WNBA”, actores conceituados, músicos famosos e atletas de prestígio de outras modalidades desportivas), que procuram mostrar as suas habilidades motoras (skills). Este encontro foi introduzido, em 2003, nos festejos do “All Star Game”, na cidade de Atlanta, estado da Georgia. Face à popularidade dos seus intervenientes, tem tido enorme sucesso e difusão na comunicação social, devido ao entusiasmo e divertimento que as celebridades amantes do basquetebol têm demonstrado na sua participação. Este ano as celebridades são:

 

Equipa da casa (Home Team)

Mike Colter (actor), Chris Daughtry (artista), Terrence J (actor),Famous Los (comediante), Dr Oz (personalidade televisiva), Rapsody (rapper), Bo Rinehart (vocalista e músico), JB Smoove (actor e comediante), Steve Smith (ídolo do futebol americano), A´ja Wilson (estrela da WNBA), Jason Weinmann (herói local).

Equipa visitante (Away Team)

Ronnie 2K (director empresarial marketing), Ray Allen (ex- jogador NBA Hall of Fame), AJ Buckley (actor), Bad Bunny (artista), Stefanie Dolson (jogadora WNBA), Marc Lasry (dono Milwaukee Bucks), Hasan Minhaj (actor e comediante), Quavo (rapper), Adam Ray (comediante), Adam Seales (actor e comediante), James Shaw Jr. (herói local), Brad Williams (comediante).

 

Jogo das Futuras Estrelas (Rising Stars Challenge)

Este encontro integrado no programa dos festejos do “All Star Game”, desde 1994, entre duas equipas constituídas pelos melhores jogadores estreantes (rookies)  é, por norma, realizado à sexta-feira, como meio de apresentação das futuras estrelas da NBA. Um verdadeiro aperitivo para os apaixonados do basquetebol profissional norte americano que se deslocam naquele fim de semana à cidade que recebe o grande evento. Em 1996 as duas equipas de rookies passaram a ser representativas das duas conferencias. Depois da greve (lockout) dos jogadores da NBA (1998/99), este confronto passou a  ser realizado entre uma selecção de novatos (rookies) e outra de jogadores do segundo ano (sophomores). Em 2012 e 2013, entenderam que as duas equipas seriam selecionadas pelos consagrados ex-jogadores Charles Barkley e Shaquille O´Neal e, em 2014, por Chris Webber e Grant Hill, todos colaboradores residentes da NBA TV. Em 2015, o jogo (composto por duas partes de 20 minutos cada, em vez dos 48 minutos da NBA ) passou a ser realizado entre duas selecções de jogadores da NBA, uma de norte americanos (Team USA) e outra de estrangeiros (Team World), que ainda se mantem. Foram convocados para este confronto os seguintes jogadores apontados como futuras estrelas da NBA.

 

Selecção USA:

- Jarrett Allen (Brooklin Nets), Marvin Bagley III (Sacramento Kings), Kevin Knox (New York Knicks), John Collins (Atlanta Hawks), De´Aaron Fox (Sacramento Kings), Jaren Jackson Jr. (Memphis Grizzlies), Kyle Kuzma (Los Angeles Lakers), Donovan Mitchell (Utah Jazz), Jayson Tatum (Boston Celtics) e Trae Young (Atlanta Hawks).

Selecção Mundial:

-OG Anunoby/Inglaterra (Toronto Raptors), Deandre Ayton/Bahamas (Phoenix Suns), Bogdan Bogdanovic/Sérvia (Sacramento Kings), Luka Doncic /Eslovénia (Dallas Mavericks), Shai Gilgeous-Alexander/Canadá (Los Angeles Clippers), Rodions Kurucs/Letónia (Brooklin Nets), Lauri Markkanen /Finlândia (Chicago Bulls), Josh Okogie/Nigéria (Minnesota Timberwolves), Cedi Osman/Turquia (Cleveland Cavaliers) e Ben Simmons/Austrália (Philadelphia 76ers).

 

Percurso Habilidades Técnico-desportivas   (NBA Skills Challenge)

Trata-se de cumprir um percurso de habilidades motoras e técnico desportivas, em confronto uns com os outros (aos pares), através da execução do domínio da bola, drible, passe e lançamentos (perto e afastado) do cesto. A competição entre os 2 jogadores termina quando um deles encesta o lançamento final de 3 pontos do referido percurso. Nesta prova participam Mike Conley (Memphis), Luka Doncic (Dallas), De´Aaron Fox (Sacramento), Nikola Jokic (Denver), Kyle Kuzma (Los Angeles), Jayson Tatum (Boston), Nikola Vucevic (Orlando) e Trae Young (Atlanta).

 

Concurso de Lançamentos de 3 Pontos (Three Point Contest)

 

É um concurso individual de lançamentos de 3 pontos (durante um minuto), de cinco posições definidas, que começa num dos cantos e termina no canto do lado contrário. São executados por cada competidor 5 lançamentos seguidos (em cada uma das cinco posições), valendo 1 ponto por cada concretização nas primeiras quatro tentativas e 2 pontos no quinto e último lançamento concretizado. Ao todo, cada concorrente executa 25 lançamentos seguidos, para  tentar obter o maior número de pontos, num máximo de 30 pontos possíveis. É uma competição por eliminatórias, que foi introduzida em 1986, com a participação de oito jogadores previamente selecionados. Contudo, no período entre 2003 e 2016, foi reduzida para seis competidores. No entanto, a partir de 2017 regressou ao modelo inicial com a participação novamente de oito atletas. Na eliminatória final, a rotação de posições dos lançamentos será feita em sentido contrário ao efectuado inicialmente. Como convidados para participar neste concurso temos, este ano, 10 participantes: Devin Booker (Phoenix), Seth Curry (Portland), Stephen Curry (Golden State), Danny Green (Toronto), Joe Harris (Brooklyn), Buddy Hield (Sacramento), Damian Lillard (Portland), Kris Middleton (Milwaukee), Dirk Nowitzki (Dallas) e Kemba Walker (Charlotte).

 

Concurso de Afundanços (Slam Dunk Contest)

 

O “Slam Dunk Contest” é o mais antigo destes eventos desportivos que preenchem o fim de semana do “All Star Game”. Surgiu em 1976, ainda no tempo da “American Basketball Association” (ABA), no seu “All Star Game” realizado na cidade de Denver, no mesmo ano em que foi autorizado o afundanço nas competições universitárias (NCAA). Após a fusão das duas ligas profissionais (ABA/NBA) o concurso só reapareceu em 1984, tendo sido vencedor Larry Nance (Suns), pai do actual jogador dos Cleveland Cavaliers, Larry Nance Junior. Para este concurso foram convidados apenas 4 jogadores: Miles Bridges (Charlotte), John Collins (Atlanta), Dennis Smith Jr. (New York) e Hamidou Diallo (Oklahoma).

Para termos uma ideia dos seguidores das diferentes equipas da NBA, através das redes sociais, nada melhor do que mostrar os milhões de entusiastas que o fazem através do facebook:

1º- Los Angeles Lakers (21,6 milhões), 2º- Chicago Bulls (17,9), 3º- Miami Heat (15,4), 4º- Golden State Warriors (11,3), 5º- Houston Rockets (10,9), 6º- Boston Celtics (9), 7º- Cleveland Cavaliers (8,7), 8º- San Antonio Spurs e Oklahoma Thunder (7,1), 10º- Sacramento Kings (6,7), 11º- New York knicks (5,9), 12º- Dallas Mavericks (4,4), 13º- Los Angeles Clippers (3,7), 14º- Indiana Pacers (3,2). Orlando Magic, Brooklin Nets, Portland Trail Blazers e Toronto Raptores (na casa dos 2 milhões) e as restantes 12 equipas oscilam entre um milhão e meio e os 2 milhões. Em números redondos, são 163,7 milhões de adeptos que acompanham pelo facebook as 30 equipas da NBA.

 

Entretanto, porque nas ligas profissionais desportivas não se brinca em serviço, a NBA já definiu onde se vão organizar os próximos “All Star Games”, após analisadas candidaturas e celebrados acordos com as respectivas autoridades nas seguintes cidades: Chicago (2020), Indianapolis (2021) e Cleveland (2022).

 

Eduardo Monteiro é ex-treinador do SL Benfica e das Seleções Nacionais

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias