Hazard: «Fiquei porque quero mostrar do que sou capaz»

Real Madrid 24.07.2022 23:47
Por Redação

O internacional belga Eden Hazard, de 31 anos, que em 2019 rumou ao Real Madrid a troco de €115 M para os cofres do Chelsea mas cujas lesões têm sucessivamente impedido a afirmação no atual campeão europeu e espanhol, revelou esta sexta-feira ter tido propostas para sair mas que, após três anos quase sempre lesionado, fica nos ‘merengues’ por querer mostrar que não perdeu qualidades.


«Tive propostas para sair, claro, mas fiquei porque quero mostrar a todos aquilo que sou capaz de fazer no campo. E o melhor é que me sinto bem, e estou a conseguir, finalmente, fazer aquilo que sei que sou capaz. O meu único objetivo para 2022/23 é ajudar a equipa e conseguir fazer o que sei», afirmou Hazard à ESPN em Los Angeles, onde os ‘blancos’ de Carlos Ancelotti estão em digressão de pré-época.


O ‘segundo avançado’ e médio ofensivo que Florentino Pérez contratou em 2019 para tentar fazer esquecer a partida, então, de CR7 para a Juventus, sofreu uma fratura do tornozelo em 2019, e em março de 2020 foi submetido a uma intervenção cirúrgica em que lhe implantaram uma placa de metal na fíbula… que seria retirada um ano depois, a pedido de Eden Hazard, pois ainda assim as lesões no clube da capital espanhola não o largavam.


«2019/20 foi a pior época da minha carreira», resumiu a propósito, «sem explicação» para ter sofrido tão poucas lesões no Chelsea e a prolongada sequência de infortúnios e problemas físicas que tem pautado os seus três anos no Real Madrid até à data.


«Ainda quero disfrutar do meu jogo. Agora sinto-me bem, saudável, quero é jogar. Fiz quatro jogos completos pela seleção da Bélgica, trabalhei durante as férias e… não sinto mais dores. Horrível é não saber o que tens durante três anos. Algo estava errado com o meu corpo», confessou Hazard, que voltou a ser notícia em maio do corrente ano após se saber que o Chelsea iria embolsar mais €17 M de bónus pela sua transferência, previsto no contrato de 2019, caso o Real Madrid vencesse a Champions com Hazard… o que sucedeu neste ano de 2022.


A confraternização de Hazard com antigos companheiros de equipa do Chelsea, em 2020/21, também não caiu bem no Real Madrid e não ajudou à afirmação, na segunda época, nos ‘merengues’. «Mas agora estamos fortes. O Real Madrid parece uma equipa e é uma equipa», asseverou, confiante.


As últimas palavras de esperança de Hazard foram no sentido de que o seu amigo, capitão de equipa no Real Madrid – pelo qual já conquistou duas Ligas de Espanha e uma Champions, mesmo só tendo jogado três jogos e parcos 84 minutos na última edição da prova maior de clubes da UEFA -, o internacional francês Karim Benzema, vença a Bola de Ouro. «Karim é uma excelente pessoa, um líder e um jogador que está no topo há 15 anos. Merece».

Ler Mais
Comentários (3)

Últimas Notícias