Transferência de Osorio para o FC Porto investigada

Tondela 26-11-2021 00:04
Por Arménio Pereira        

Nova  intervenção de larga escala da Autoridade Tributária e Aduaneira no âmbito da operação Fora de Jogo, sendo desta vez o Tondela alvo das diligências das autoridades. Os inspetores do Fisco passaram grande parte do dia nas instalações do clube beirão em busca de documentos «relacionados com a transferência de um jogador» e embora o nome do futebolista em causa não fosse divulgado pelas entidades oficiais a A BOLA tem indicação que está a ser investigada a transferência de Yordan Osorio do Tondela para o FC Porto.

 

O central venezuelano chegou ao Dragão no inverno de 2018 a título de empréstimo, mas por ocasião do acordo ficou estabelecida uma cláusula de compra obrigatória que seria efetivamente acionada pelos portistas no final dessa mesma época. No Relatório e Contas respeitante ao exercício de 1 de julho de 2018 a 30 de junho de 2019, o FC Porto informava que o valor da aquisição do passe do defesa agora com 27 anos se cifrara nos 1.969.522 milhões de euros, destacando-se ainda que os dragões ficavam na posse de 50 por cento dos direitos económicos do central. Mais tarde, a 30 de junho de 2020, a SAD portista informou que adquiriu a restante parcela do passe de Osorio por 1,5 milhões de euros.

 

Yordan Osório não se impôs no FC Porto - realizou apenas um jogo a nível oficial - e seguiu por empréstimo para o V. Guimarães no início de julho de 2018. Praticamente um ano mais tarde o defesa venezuelano seguiria para o Zenit, ainda a título de empréstimo, e acabou também por assinalar passagem bastante curta pelo futebol russo. Osorio só deixou verdadeiramente a órbita do FC Porto no mercado de verão de 2020, quando assinou pelo Parma a título definitivo, daí resultando mais-valias de 1.003.618 milhões de euros, de acordo com o Relatório e Contas consolidado do primeiro semestre de 2020/21. O venezuelano assinou contrato com o clube italiano até 2024.

 

Em comunicado num texto de cinco linhas, o Tondela confirmou a presença dos inspetores da Autoridade Tributária e Aduaneira. «O CD Tondela prestou o auxílio pedido no acesso a toda a documentação e informação numa conduta totalmente cooperante com os inspetores e operação em causa», informou o clube.
 

Leia mais na edição digital ou na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (25)

Últimas Notícias