Velocista bielorrussa recebe visto humanitário da Polónia

Jogos Olímpicos 02-08-2021 16:35
Por Redação

O governo polaco anunciou, esta segunda-feira, que decidiu atribuir um visto humanitário à atleta Krystsina Tsimanouskaya. A velocista, recorde-se, acusou o Comité Olímpico da Bielorrússia de a ter forçado a regressar ao país, proibindo-a de participar nas provas dos 200 metros dos Jogos Olímpicas, e acabou por procurar ajuda na polícia japonesa.

 

Recorde-se que a atleta teceu duras críticas aos treinadores depois de ter sido inscrita, à revelia, nas estafetas dos 4x400 metros, uma disciplina que nunca tinha feito. Situação que, revela Tsimanouskaya levou o Comité Olímpico da Bielorrússia a fazê-la regressar ao país, liderado desde 1994 por Alexander Lukashenko.

 

Entretanto, Arseni Zdanevitch, marido de Krystsina, também acabou por fugir para a Ucrânia, uma situação confirmada pelo governo de Kiev à France Press.

Ler Mais
Comentários (4)

Últimas Notícias