«A minha estrela também pode fazer a diferença»

Sporting 22-01-2021 19:01
Por Redação

Rúben Amorim, treinador do Sporting, perspetiva um jogo «muito competitivo» com o SC Braga na final da Taça da Liga. No início de janeiro, na 12.ª ronda do campeonato, a vitória sorriu ao leão (2-0). Agora, alerta, a história poderá ser diferente. E o factor desequilibrador poderá ser... «a estrela» do treinador.

 

Diferenças em relação ao jogo em Alvalade: «Não muitas. As duas equipas agora conhecem-se melhor porque já se defrontaram. Talvez alguma diferença nos centrais da equipa do SC Braga: cá [Alvalade] jogou o Rolando e o Raúl, no último jogo jogou o Tormena e o Carmo. Mas as ideias das equipas não têm mudado consoante os jogadores, os treinadores têm mudado mas as equipas têm continuado fortes. Vai ser um jogo muito competitivo, como foi o de Alvalade. Cada jogo tem a sua história, um golo no início poderá alterar tudo.»

 

Poderá o treinador ser decisivo? «Pode. E a estrela que eu tenho também pode fazer a diferença [risos]. É um ponto a favor do Sporting. As incidências do jogo podem mudar tudo. Em Alvalade o encaixe foi muito claro na forma de jogar, o jogo foi muito equilibrado e acabou por sorrir à nossa equipa. Olhámos para o jogo passado e o grande objetivo foi perceber como é que vamos jogar melhor que o SC Braga, não como é que vamos enganar o SC Braga.»

 

Sobre a propensão do Sporting para marcar no fim dos jogos: «O mérito tem de ser dado aos jogadores, eles acreditam até ao último momento. Até o árbitro apitar há jogo e temos sempre o objetivo de vencer. Eles são muito irreverentes e o mérito nesse aspeto é deles. Não é nada trabalhado pela equipa técnica, se fosse marcávamos logo no início e despachávamos o assunto. Mérito aos jogadores e até ao staff, o envolvimento ajuda a equipa a acreditar até em momentos mais difíceis.»

Ler Mais
Comentários (35)

Últimas Notícias