«Quantos Bernardos Silvas e Félixes se perderam?»

Benfica 26-02-2020 10:47
Por Pedro Soares

Em entrevista a A BOLA, José Boto, antigo ‘chief-scout’ do Benfica, agora ao serviço do Shakhtar, deita um olhar sobre a realidade do ‘scouting’ e a ditadura das questões físicas.

 

A questão física ainda tem peso muito grande no ‘scouting’ da formação, que sempre foi à base dos mais altos, mais fortes, mais rápidos?

 

- Infelizmente tem e costumo dizer isto: se olharmos para o que são os dois melhores jogadores portugueses a seguir ao Cristiano Ronaldo, Bernardo Silva e João Félix, e olharmos para o percurso deles na formação, foram sempre jogadores que deixaram dúvidas a muita gente. E sempre pelas mesmas questões: as físicas. A pergunta que faço é: quantos Bernardos e João Félixes se perderam neste processo até agora, se ficaram pelo caminho por esta forma de olharmos para o jogador? Porque hoje olha-se muito para o jogador pela sua condição física, a altura e força, e menos para aquilo que na minha opinião interessa…

 

 … você olha para o quê?

 

- Para a relação com bola, inteligência, qualidade das decisões, até porque no jogo do Shakhtar tudo isto é muito importante, mais que qualquer qualidade física. A mim custa-me um bocadinho que apostem num tipo de jogador que eu digo à partida que não vai ter sucesso. Tem sucesso no momento porque é mais forte e mais rápido, mas não vai ter sucesso no futuro, porque não tem o essencial como jogador.

 

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa ou na edição digital de A BOLA

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (30)

Últimas Notícias