«Tiro o chapéu a quem convenceu Weigl a vir para Portugal»

Benfica 26-02-2020 09:16
Por Pedro Soares

José Boto, antigo ‘chief-scout’ do Benfica, levou a experiência de mais de uma década no Seixal para o Shakhtar Donetsk. Em longa entrevista conta a A BOLA como a contratação do médio alemão Julian Weigl é marco para o futebol português.

 

O Benfica subiu esta época a fasquia na qualidade dos alvos que ataca, mas nem sempre os consegue convencer. Weigl é uma exceção?

 

É exceção. Mas o caso do Weigl deve ser bem salientado, porque ir buscar um jogador à Alemanha é muito complicado e eu sei porque fiz algum scouting lá e não era fácil convencer um alemão a vir para Portugal - e estamos a falar de jogadores de segundo plano! Agora, convencer um internacional alemão A, que jogava no Dortmund - apesar das pessoas dizerem que perdeu espaço, o perder espaço eram 15 jogos [risos] - e mesmo que fosse verdade que o Dortmund não o queria muito, era jogador que tinha mercado em muitos clubes alemães. Convencê-lo para a vir para a Liga portuguesa…? Tiro o meu chapéu a quem o convenceu. Acho que é um passo e marco no que são as contratações em Portugal.

 

Custou 20 milhões, teve entrada direta na equipa e já há quem duvide do valor dele…

 

Em Portugal analisamos tudo muito rapidamente e de forma extemporânea. Muitas vezes fazemos relações que não têm nada a ver. Também já ouvi dizer que desde que Weigl entrou o Benfica começou a cair [risos]. Conheço o Weigl, é bom jogador, de inegável categoria. Se foi a altura ideal para ele entrar na equipa, isso já não sei, porque não estou lá dentro, agora que é jogador de inegável categoria, é, e que em Portugal não temos muitos jogadores, principalmente naquela posição, com a capacidade que ele tem, também é verdade.

 

Leia a entrevista na íntegra na edição impressa ou na edição digital de A BOLA

A PAIXÃO CONTINUA EM CASA


O momento particular que vivemos determina a permanência das pessoas em casa além do fecho de todas as lojas comerciais alterando dramaticamente os hábitos das pessoas no que toca à leitura e ao acesso à informação.

Neste momento de grandes dificuldades para todos, estamos a trabalhar a 100% para continuar a fazer-lhe companhia todos os dias com o seu jornal A Bola , o site ABOLA.pt e no canal A Bola Tv.

Mas este trabalho só vale a pena se chegar aos seus clientes de sempre sem os quais não faz sentido nem é economicamente sustentável.

Para tanto precisamos que esteja connosco, que nos faça companhia, assinando a versão digital de A Bola e aproveitando a nossa campanha de assinaturas.

ASSINE JÁ

Ler Mais
Comentários (52)

Últimas Notícias