Podence diz que plantel não estava com Bruno de Carvalho

Sporting 12-12-2019 15:50
Por Redação

Daniel Podence foi o primeiro jogador a falar esta quinta-feira, através de videoconferência, no âmbito do julgamento do processo do ataque à Academia.

O agora jogador do Olympiakos começou por lembrar a chegada dos invasores, recordando: «O William [Carvalho], por conhecer alguns deles e ter tentado aproximar-se na tentativa de os acalmar, foi o primeiro a ser rodeado. Encheram-no de socos e pontapés.»

Sobre si próprio, disse que foi empurrado junto ao cacifo. «Foi aí que me sentei. Fiquei lá», contou, referindo ainda que viu agressões a Acuña e Battaglia. «Vi o Jorge Jesus caído, entre o local onde o Bas Dost foi agredido e o balneário», contou.

A reunião na véspera do ataque com Bruno de Carvalho voltou a ser abordada, sobretudo a já famosa questão lançada pelo então presidente do Sporting sobre se estavam com ele, independentemente do que acontecesse. «A nossa relação com ele não era boa. Não estávamos com ele, mas ele disse sempre que estaria connosco», disse Podence.
 

Durante a manhã falou também o médico Virgílio Abreu, que revelou ter aconselhado Frederico Varandas a marcar presença na Academia no dia do ataque.

Ler Mais
Comentários (21)

Últimas Notícias