Recital de Maguire ante Allen (6-0) para final do 'UK' com Ding

Snooker 07-12-2019 21:06
Por António Barroso

O escocês Stephen Maguire, de 38 anos, 15.º da hierarquia, qualificou-se na noite deste sábado para a final do UK Championship, ao vencer o norte-irlandês Mark Allen, de 33 anos, sétimo do ranking, por 6-0, na segunda meia-final da prova da época 2019/2020 da World Snooker, a decorrer em York (Inglaterra) até domingo, dia 8 do corrente mês.

 

Depois de Ding Junhui ter, durante a tarde, garantido a primeira vaga no jogo mais apetecido, ao vencer o compatriota chinês Yan Bingtao por 6-2 na primeira meia-final, foi a vez do vencedor do Lisbon Open, em dezembro de 2014 – o último dos cinco títulos em provas de ranking que conquistou, já há cinco anos, embora na corrente temporada tenha ganho a Taça do Mundo para a Escócia (com John Higgins) e o Mundial de Seis Vermelhas, na Tailândia, mas não são eventos pontuáveis para o ranking... - mostrar os dentes e arredar do torneio o único sobrevivente ainda em prova do top 10.

 

Maguire jogará ante Ding, domingo, a sua terceira final do UK Championship, para sexto título em provas de ranking: venceu o torneio há 15 anos, em 2004 (10-1 a David Gray na final), perdeu no duelo decisivo de 2007 ante Ronnie O’Sullivan (2-10)

 

O jogo foi um recital do temível jogo ofensivo do escocês que, há quase duas décadas, o colocava como um dos melhores do planeta: os bons velhos tempos voltaram para Stephen, que com entradas de 95, 129 e 72 pontos, respetivamente, chegou a 3-0, depois 4-0 ao intervalo e ampliou para 5-0 com nova entrada de 53 pontos ante um atónito Allen, ‘The Pistol’, finalista vencido em 2018, mas que caiu ante um demolidor e assombroso arraial ofensivo do escocês, assombroso portentoso quando engata no ataque a longa distância para disparar em breaks anafados. Ontem, hoje… e sempre. O solo de Maguire fechou... com uma centenária, de 100 pontos exatos, na sexta partida, ante um Allen cansado e que só podia... assistir e aplaudir.

 

A final, domingo, já será até um ganhar dez frames (de 10-0 a possíveis 10-9). Até agora, em 16 duelos entre Stephen e Ding, o escocês venceu sete, o chinês oito e registou-se um empate (na Premier League). Sinónimo de enorme equilíbrio, entre dois jogadores que de há muito não vencem um título de ranking: Maguire há cinco anos, repete-se, e Ding há 27 meses, desde o World Open, em Yushan (China) de 2017.

 

O UK Championship, torneio da época 2019/2020 da World Snooker pontuável para o ranking, iniciou-se a 26 de novembro e decorre em York (Inglaterra) até domingo, dia 8 do corrente mês. Prova da Tripla Coroa (com o Masters e o Mundial) atribui 1,009 milhões de libras (1,18 milhões de euros) em prémios, das quais £200 mil (€237.090) ao campeão. Chegar às meias-finais, valeu a Bingtao e Allen £40 mil (€47.718 enquanto Ding e Stephen tem já garantido um mínimo de £80 mil (€94.836), prémio para o vice-campeão.

 

Meias-finais, sábado, este sábado (apurados a negro):

Ding Junhui-Yan Bingtao, 6-2

Stephen Maguire-Mark Allen, 6-0

 

Final do UK Championship, domingo (hora local e portuguesa):

Ding Junhui-Stephen Maguire (13 e 19 horas)

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias