Ding estraga 44.º aniversário ao ‘Rocket’ (6-4)

Snooker 05-12-2019 16:58
Por António Barroso

O chinês Ding Junhui, de 32 anos, 14.º da hierarquia, apurou-se na tarde desta quinta-feira para os quartos de final do UK Championship, prova da época 2019/2020 da World Snooker a decorrer até domingo em York, ao vencer o seu grande amigo e inglês Ronnie O’Sullivan, que neste dia completa 44 anos, terceiro da hierarquia e pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) por 6-4, em encontro dos oitavos de final disputado no Barbican Centre, da cidade inglesa.

 

Ding avança assim para o duelo com o compatriota Liang Wenbo, de 32 anos, 35.º da hierarquia, que na noite de quarta-feira vencera Li Hang por 6-4. Uma vitória extraordinária, com Wenbo, finalista vencido do ‘UK’ em 2015, a irromper em lágrimas no final. A sua mãe, Xiao Lifen, faleceu de forma inesperada (morte súbita), aos 56 anos, no último dia 26, já após Wenbo ter jogado e vencido na 1.ª ronda em York, mas Liang foi a Huizhou, ao funeral, e voltou dia 30… tendo ganho mais três encontros desde aí. Espantoso tributo à memória da progenitora, a comover o Mundo… e que pode acabar num conto de fadas, no próximo domingo.

 

Quanto ao encontro de Ronnie e Ding, ponto final no sonho do ‘Rocket’ em somar oitava vitória no ‘UK’ e tornar-se o único a ganhar oito edições de um dos três eventos da Tripla Coroa (‘UK’, Masters e Mundial): O’Sullivan, que soma sete vitórias no UK Championship e outras tantas no Masters, continuará a ter a companhia do escocês Stephen Hendry, vencedor de sete Campeonatos do Mundo. E também no recorde de títulos de ‘ranking’ como mais ganhadores da era moderna desta variante do bilhar: 36 para Ronnie, outros tantos para Hendry.

 

O único recorde que Ronnie acabou por bater, além de cimentar o que já era seu, de centenárias – mais duas neste dia ante Ding, são agora… 1028 – é o de vitórias em jogos no UK Championship: Steve Davis tinha 89 vitórias em duelos no torneio, Ronnie, com a vitória ante Noppon Saengkham, chegou a 90 vitórias em duelos neste torneio, que ganhou pela primeira vez, recorde-se, em 1993, e que venceu em 2017 e 2018: defendia o título. Nos últimos 32 jogos no 'UK', Ronnie venceu... 30. Registo impressionante que fica.

 

Ding é o segundo jogador a derrotar Ronnie no ‘UK’ nos últimos seis anos, em que o ‘Rocket’ chegou a quatro finais: O’Sullivan venceu em 2014, não participou na edição de 2015 (final entre Neil Robertson e Liang Wenbo), foi finalisra vencido em 2016 e venceu em 2017 e 2018. Para se ter uma ideia da proeza de Ding Junhui neste dia, é dizer que o chinês foi o segundo a bater Ronnie desde 2013 no torneio… depois de Mark Selby,, na final de 2016 (7-10).

 

Quanto ao encontro, começou às 13 horas mas Ronnie só entrou em jogo uma hora depois: foi quando somou o primeiro (!) ponto e embolsou a primeira bola, já com o marcador em 3-0 para Ding, fruto de ‘breaks’ de 81, 52 e 110 pontos. O’Sullivan esteve 55 minutos sem embolsar uma bola: pior, sem somar um ponto. Só o fez no quarto ‘frame’, onde entrada de 79 pontos valeu atenuar para 1-3 ao intervalo, mas a continuar a falhar muito no jogo ofensivo longo e displicente a defender, o que o asiático puniu a preceito.

 

No recomeço, um dos dois momentos culminantes do encontro: a 48-14, Ding falhou vermelha fácil… mas Ronnie imitou-o, para o chinês ampliar até 4-1 o que seria o 2-3. Altura de surgir o animal de mesa que é O’Sullivan: entrada de 77 pontos para o 2-4, centenária de 107 pontos para o 3-4, e outra de 124 pontos para o 4-4.

 

A ilusão de que o jogo tinha virado e Ronnie iria recuperar morreu no nono parcial: Ding a liderar por 54-0, falha mas Ronnie fica-se pelos 16 para Junhui selar o 5-4 a seu favor. Filme com sequela no décimo parcial com Ding a chegar a 45-0, falhar mas Ronnie a falhar vermelha cortada para o meio e, com mais 37, Ding a vencer. 6-4. Limpo e justíssimo.

 

No outro jogo da sessão da tarde, que ainda decorre - estava 2-2 quando Ronnie e Ding acabaram, ao fim de duas horas e meia, é de frisar... - o inglês Gary Wilson, de 34 anos, 18.º da hierarquia, vai liderando ante o compatriota Nigel Bond, de 54 anos, 81.º do ‘ranking’, por 5-3: quem vencer defrontará o norte-irlandês Mark Allen, de 33 anos, sétimo da hierarquia, nos ‘quartos’.

 

A terminar os ‘oitavos’, às 19 horas defrontam-se o escocês Stephen Maguire, de 38 anos, 16.º da tabela, e o galês Michael White, de 28 anos, 57.º da tabela, enquanto o inglês Mark Selby, de 36 anos, tricampeão mundial (2014, 2016 e 2017) mede forças com o galês Matthew Stevens, de 42 anos, 43.º da hierarquia: quem vencer, defronta White ou Maguire nos ‘quartos’.

 

Recorde-se que, até às meias-finais os jogos no ‘UK são à melhor de 11 ‘frames’, até um ganhar seis (de 6-0 a possíveis 6-5). A final já será até um ganhar dez parciais (de 10-0 a possíveis 10-9).

 

O UK Championship, torneio da época 2019/2020 da World Snooker pontuável para o ‘ranking’, iniciou-se a 26 de novembro e decorre em York (Inglaterra) até domingo, dia 8 do corrente mês.

 

A prova atribui 1,009 milhões de libras (1,18 milhões de euros) em prémios, das quais 200 mil libras (€235.621) ao campeão. É transmitida para Portugal (EuroSport) e Ronnie O’Sullivan defendia o título ganho em 2018: 10-6 a Mark Allen na final.

 

Oitavos de final, 4.ª e esta 5.ª feira (apurados a negro):

John Higgins-Stuart Bingham, 6-5

Mark Allen-Kurt Maflin, 6-5

Li Hang-Liang Wenbo, 4-6

Yan Bingtao-Neil Robertson, 6-1

Ronnie O'Sullivan-Ding Junhui, 4-6

Gary Wilson-Nigel Bond, 5-3 (em curso)

Michael White-Stephen Maguire (19 h)

Matthew Stevens-Mark Selby (19 h)

 

Quartos de final, 6.ª feira:

Ding Junhui-Liang Wenbo (13 horas)

John Higgins-Yan Bingtao (13 horas)

Michael White/Stephen Maguire-Matthew Stevens/Mark Selby (19 horas)

Mark Allen-Gary Wilson/Nigel Bond (19 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias