Bruno de Carvalho pediu dispensa: ««É verdade. Tenho de trabalhar»

Sporting 18-11-2019 17:42
Por Redação

O antigo presidente do Sporting pediu dispensa das sessões de julgamento do processo relacionado com o ataque à Academia de Alcochete. O advogado Miguel Carvalho justificou o pedido perante a juíza que o seu cliente não tem meio de transporte próprio e está «depauperado».

O antigo presidente do Sporting acabou, no final, por explicar: «É verdade. Tenho de trabalhar, continuar a minha vida. Felizmente o tribunal acedeu, mas quando me chamarem cá estarei.»

No mais, Bruno de Carvalho garantiu que irá falar quando for chamado e justificou também o pedido feito para reconstituição do ataque à Academia. «Aquilo que gostava de provar no local é que, a partir daquelas portas de vidro, teria sido fácil colocar todos os jogadores em segurança na Academia. Se calhar, a pessoa responsável por isso deveria explicar porquê», disse.

Ler Mais
Comentários (72)

Últimas Notícias