«Espero que Félix abra os cordões à bolsa e pague o jantar que deve à malta»

Benfica 16-11-2019 13:55
Por Tânia Ferreira Vítor

Yuri Ribeiro e João Félix jogaram juntos na formação do Benfica. No passado verão, o avançado rumou a Espanha para representar o Atlético Madrid. Por cumprir ficou a promessa de pagar um jantar.

 

O João Félix foi a grande contratação do mercado na temporada passada, ao ser vendido ao Atlético de Madrid por 126 milhões de euros. Vocês não lhe cobraram um jantar?

 

Sim, o Félix ainda está em dívida connosco. Espero que abra os cordões à bolsa e pague o jantar que deve à malta. Não tem tido oportunidade para isso, por causa dos jogos, mas tenho a certeza de que vai abrir o olho e a carteira [risos]. 

 

Sei que o teu ídolo de infância era o Fábio Coentrão. Já tiveste oportunidade de lhe dizer isso?

 

Sim, o meu jogador preferido era o Fábio Coentrão. Joguei contra ele quando eu estava no Rio Ave e ele no Sporting, mas nunca tive oportunidade de lhe dizer. Quando ele jogava no Real Madrid, andei a chatear o meu irmão para me conseguir uma camisola autografada, que agora está bem guardada lá em casa. Fiquei muito contente.

Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias