Sissoco Embaló quer acumular Presidência com Ministério dos Negócios Estrangeiros

Guiné-Bissau 16-11-2019 11:27
Por Lusa

O candidato do Movimento para a Alternância Democrática da Guiné-Bissau às presidenciais de 24 de novembro, Umaro Sissoco Embaló, disse que se vencer as eleições vai acumular o cargo de Presidente com o de chefe da diplomacia guineense.

 

«Serei ao mesmo tempo Presidente da República e Ministro dos Negócios Estrangeiros. Eu é que vou ditar a política externa da Guiné. Temos de resgatar a imagem da Guiné, temos de dignificar e fortificar a política externa da Guiné-Bissau, como fiz quando era primeiro-ministro, e por isso a Guiné-Bissau tem de ser um país de respeito, de gente boa e de pessoas dignas, com princípios. Não é um país onde o Presidente da República parece uma Presidente da República das bananas», afirmou Umaro Sissoco Embaló em entrevista à Lusa.

 

Questionado sobre como vai ser a sua relação com o Governo de Aristides Gomes, o candidato apoiado pelo Movimento para a Alternância Democrática da Guiné-Bissau (Madem G15) salientou que aquele Governo foi demitido.

Ler Mais

Últimas Notícias