Kojima: «Death Stranding é uma história sobre ligações, entre pessoas e lugares»

Jogos 12-11-2019 15:10
Por Redação

O criador de Death Stranding, Hideo Kojima, que chegou à PS4 a oito de novembro, revelou algumas das suas ideais em torno do jogo e daquilo que pretendia transmitir.

 

«Normalmente quando começas um jogo, automaticamente a tua personagem é um herói. Mas Death Stranding é diferente. A personagem é mais parecida contigo do que com um herói. Por isso sim, o Sam encalha numa pedra», afirmou Hideo Kojima, que destacou o papel das emoções: «O que impulsiona isso é também o argumento sentimental, uma história sobre ligações, entre pessoas e lugares, ponto a ponto, num intenso mundo aberto.»

 

Sobre o impacto que o jogador tem.

 

«Existe uma grande interatividade neste jogo e enquanto jogadores cada um terá a liberdade de fazer aquilo que quiser, propagando essas ligações, de certa forma, no percurso de outros jogadores, em todo o mundo.»

 

Este título conta com a presença dos conhecidos atores Norman Reedus (Sam), Mads Mikkelsen (Cliff), Lea Seydoux (Fragile), Margaret Qualley (Mama), Guillermo Del Toro (Deadman), Nicolas Winding Refn (Heartman), Tommie Earl Jenkins (Die-Hardman), Troy Baker (Higgs) e Lindsay Wagner (Amelie).

 

«Em Death Stranding eu não escolhi este elenco apenas pelo marketing, ou para vender mais cópias do jogo. Eu queria atores da minha confiança, trabalhar com talentos de grande qualidade, pois foi um trabalho conjunto de descobrir o interior de cada personagem.»

Ler Mais

Últimas Notícias