Neil bate o ‘Rocket’ (6-5) e está na sua 2.ª final da Champions

Snooker 08-11-2019 22:20
Por António Barroso

Neil bate o ‘Rocket’ (6-5) e está na sua 2.ª final da Champions

 

O australiano Neil Robertson, de 37 anos, quarto da hierarquia (e campeão mundial em 2010) qualificou-se na noite desta 6.ª feira para a final da Champion of Champions, prova da época 2019/2020 da World Snooker, ao vencer o inglês Ronnie O’ Sullivan, de 43 anos, terceiro do ‘ranking’ e pentacampeão mundial (em 2001, 2004, 2008, 2012 e 2013), por 6-5, na primeira meia-final do torneio, a decorrer até domingo, dia 10 do corrente mês, na Ricoh Arena, em Coventry (Inglaterra).

 

Continua o sonho de Neil Robertson em repetir a conquista da Champion of Champions de 2015 (10-5 a Mark Allen na final), num jogo em que Ronnie entrou novamente agressivo: o australiano abriu, o inglês embolsou vermelha do meio da rua para ir até 66 pontos na entrada, já com apenas 59 disponíveis na mesa, e fez 1-0. O possível 2-0 esfumou-se ao embolsar rosa em falta (embolsava a preta), e o 1-1 foi uma realidade, com Robertson a embalar a iguakarm e, com entrada de 62 pontos, a passar para a frente (1-2). Ronnie sentiu o perigo antes do intervalo: ‘break’ de 72 pontos… e 2-2.

 

No recomeço, olho clínico de Neil descobriu vermelha embolsável no molho… e a primeira centenária do duelo, 104 pontos do australiano, a liderar 3-2. O’Sullivan, com visita rentável de 48 pontos, voltou a igualar (3-3) na sexta partida, com Robertson a encantar para o 4-3 logo após: o ‘Rocket parou nos 45 pontos, encostou a branca à tabela superior, mas o rival embolsou vermelha longa, ‘break’ de 80 pontos… e de novo a liderar.

 

O’Sullivan respondeu a contento no oitavo ‘frame’, com entrada de 80 pontos para o 4-4. Passava a ser tudo à melhor de três… e ganhar dois parciais. E o nono parcial elevou o drama ao teto da Ricoh Arena, com Ronnie a passar para a frente mas só na ultima bola (preta): perdia por 53-57.. mas voltou, depois do 1-0, pela 2.ª vez, a liderar: 5-4.

 

Neil limpou a deceção no camarim, arrancou estupenda vermelha longa encostada à tabela lateral… e limpou a mesa, com centenária de 135 pontos, para o 5-5 e o que se adivinhava: a ‘negra’. Onde Neil, com estofo e nitidamente por cima no jogo, aproveitou Ronnie falhar e deixar vermelhas espalhadas para a limpeza de mesa: ‘break’ de 80 pontos para a merecidíssima vitória ante o inglês.

 

A segunda ‘meia’ da Champion of Champions, ainda jogada à melhor de 11 ‘frames’ e até um vencer seis (de 6-0 a possíveis 6-5), de onde sairá o rival de Neil opõe sábado (19 horas) o norte-irlandês Mark Allen, de 33 anos, 7.º do ‘ranking’, ao líder da hierarquia e campeão mundial, o inglês Judd Trump, de 30 anos.

 

Em 24 duelos entre Trump e Allen até à data, vantagem do norte-irlandês: 13 vitórias, 11 do inglês e um empate (na Premier League).  Já Neil Robertson leva vantagem no confronto direto com Mark Allen (15 vitórias, para 11 do norte-irlandês, em 26 duelos) e perde ligeiramente para Judd Trump: 14 vitórias, para 16 do inglês, em 30 jogos disputados entre ambos.

 

A Champion of Champions, torneio por convite (não pontuável para o ‘ranking’, reservado a vencedores de provas nos últimos 12 meses ) da época 2019/2020 da World Snooker acaba domingo, dia 10, em Coventry. Distribui £440 mil (€510.510) de prémios - £150 mil (€174.037) ao campeão - e não tem transmissão televisiva para Portugal.

 

A final, domingo, terá duas sessões (13 e 19 horas), à melhor de 19 ‘frames’: é campeão o primeiro a vencer oito (de 10-0 a possíveis 10-9).

 

Meias-finais (apurado a negro, hora de Lisboa):

Ronnie O’Sullivan-Neil Robertson, 5-6

Mark Allen-Judd Trump (sábado, 19 horas)

 

Final da Champion of Champions, domingo (hora de Lisboa):

Neil Robertson-Vencedor do jogo Mark Allen/Judd Trump (13 e 19 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias