Rangers atravessado na garganta de Pepe

FC Porto 22-10-2019 11:27
Por Pascoal Sousa

Pepe tem contas antigas para acertar com o Rangers. Na edição 2005/2006 da Liga dos Campeões, o FC Porto cruzou-se com os escoceses, num grupo que integrava o super favorito Inter de Milão (que terminaria em primeiro lugar e seria eliminado nos quartos de final pelo Lyon) e ainda os eslovacos do Petrzalka 1898.

 

Os duelos com os escoceses determinaram o destino do FC Porto, que terminou em último lugar, atrás dos eslovacos, e viu o Rangers apurar-se para os oitavos de final com apenas sete pontos somados.

 

A 13 de setembro de 2005 Pepe alcançou a rara proeza de marcar dois golos ao Rangers, em Ibrox. Problema: os escoceses marcaram três a Baía e venceram colocando os dragões em posição delicada no grupo H. Ainda assim, ao FC Porto bastava vencer o Rangers em casa para acompanhar o Inter na fase seguinte da Liga dos Campeões. Na época orientados por Co Adriaanse, tudo corria bem aos dragões quando Lisandro López marcou aos 53 minutos, provocando enorme explosão de alegria no Estádio do Dragão. Contudo, a menos de um quarto de hora do final, o treinador Alex McLeish lançou em campo o avançado Ross McCormack, que apontou o golo do empate, aos 83 minutos.

 

Um balde de água gelada atirado pelos escoceses. Nos oitavos o Rangers caiu aos pés do Villarreal, numa eliminatória que terminou empatada a três bolas. Os golos marcados pelos espanhóis fora (2-2) determinaram o fim da caminhada do Rangers.

 

 

Ler Mais
Comentários (8)

Últimas Notícias