Torcida Verde contra a «’balcanização’» do Sporting

Sporting 21-10-2019 12:13
Por Redação

Em comunicado, a Torcida Verde tomou posição relativamente à resolução dos protocolos com a Juventude Leonina e o Directivo Ultras XXI decretada pela Direção presidida por Frederico Varandas.

 

«Sem querermos ter a presunção de fazer um apelo bacoco e politicamente correcto à ‘união’, temos o dever de não contribuir para a ‘balcanizacão’ do SCP. A fragmentação da curva sul, sem os seus quatro GOA [Grupo Organizado de Adeptos], não serve o clube nem os seus adeptos?», lê-se no documento, salientando-se a total disponibilidade para a promoção de «pontes do diálogo na superação de um momento complexo, contraditório.»

 

«Queremos acreditar que este é um momento transitório que os valores do grande SCP presentes em todos os intervenientes, dos quais fazemos parte, irão prevalecer», acrescenta o comunicado.

 

Comunicado na íntegra:

 

No último domingo, fomos surpreendidos com a emissão de um comunicado do SCP no qual estava plasmado a resolução do protocolo com dois dos GOA da curva sul.

 

Sem hipocrisias, esta é uma situação complicada para a Torcida Verde; precisamente a poucos dias do nosso 35 aniversário.

 

A curva sul é uma realidade composta por quatro GOA, com identidades diversas, unidos pela fidelidade verde e branca.

 

A Torcida Verde tem uma história, partilhada com esses dois grupos, centrada em milhares e milhares de kms no apoio ao grande SCP em diversas modalidades e nas circunstâncias mais difíceis.

 

Simultaneamente, formalizarmos um protocolo com o SCP, de livre vontade com responsabilidades que sempre assumimos.

 

A nossa relação com o SCP, supera o elementar respeito institucional, condição indispensável para uma coexistência saudável; afirmando-se também por um elevado sentido participativo e interventivo na vida do clube e nas problemáticas que condicionam nossa acção como adeptos.

 

Da defesa da identidade do SCP, da qual emerge o regresso das modalidades, a luta pela edificação do pavilhão; passando, num sentido transversal, pela luta dos direitos dos adeptos ( horários jogos, preço bilhetes, agentes jogadores ,etc)

 

Sem querermos ter a presunção de fazer um apelo bacoco e politicamente correcto à "união", temos o dever de não contribuir para a "balcanizacão" do SCP.

 

A fragmentação da curva sul, sem os seus quatro GOA, não serve o clube nem os seus adeptos.

 

Da Torcida Verde podem esperar o contributo para as pontes do diálogo na superação de um momento complexo, contraditório.

 

Queremos acreditar que este é um momento transitório que os valores do grande SCP presentes em todos os intervenientes, dos quais fazemos parte, irão prevalecer.

 

Pela nossa parte, queremos dar um sinal objetivo com a utilização das nossas faixas "hoje e sempre Sporting" e "Sporting dos adeptos", eventualmente em substituição da nossa faixa principal.

 

"Força e união, Sporting no coração"

Ler Mais
Comentários (95)

Últimas Notícias