Balakov pediu demissão como selecionador

Bulgária 18-10-2019 15:33
Por Redação

Krassimir Balakov pediu a demissão como selecionador da Bulgária depois de uma semana marcada pelas acusações de racismo no jogo frente à Inglaterra. De resto, todo o comité executivo se demitiu em solidariedade para com o presidente Borislav Mihailov, que saiu por pressão governamental. 

 

Numa reunião com o comité executivo da Federação, quem anunciou a saída de Balakov foi Jordan Letchkov, vice-presidente, mas a saída foi atribuída a maus resultados: em seis jogos, Balakov somou cinco derrotas e um empate, sendo que o jogo com a Inglaterra  - que foi interrompido por duas vezes devido a mau comportamento das bancadas - se cifrou em 0-6. No final da partida, Balakov disse não ter dado por nada, mas a pressão internacional acabou por provocar um pedido do governo para demissões. 

 

«Rejeito o racismo com veemência, é um resquício do passado que deve ser erradicado para sempre», escreveu Krasimir Balakov no Facebook há uns dias, e em conversa com A BOLA.

 

 

Ler Mais
Comentários (5)

Últimas Notícias