Enzo Pérez recorda Jorge Jesus: «É um monstro taticamente»

Argentina 15-10-2019 14:50
Por Redação

Atualmente no River Plate, Enzo Pérez respondeu a 100 perguntas sobre a sua carreira e não deixou de falar sobre o Benfica, onde trabalhou com Jorge Jesus entre 2011 e 2015.

Enzo reconheceu que numa primeira fase passou por muitas dificuldades no clube da Luz. «Rompi a cartilagem do joelho ao terceiro jogo, operaram-me e a recuperação custou-me imenso. Estava mal da cabeça, animicamente destroçado, porque nunca tinha tido uma paragem tão grande. Estava sozinho com a minha mulher, na primeira experiência fora do país, e o joelho inflamava...Foi duríssimo. Chorava, não sabia como o joelho ia ficar, queria deixar de jogar. Falei com o presidente do Benfica: ‘Por favor, deixe-me voltar um semestre ao Estudiantes, tenho de recuperar da cabeça, preciso de afeto.’ O meu empresário falou com o Bruja [Juan Sebastian Veron, presidente do Estudiantes], deram o OK e nesse primeiro semestre de 2012 joguei no Estudiantes», recordou.

No Benfica, ficou gravada a mudança de posição do argentino. Enzo abriu o livro: «No Godoy Cruz, Chocho Llop, jogava como médio pela direita, em 4-4-2. [...] No Estudiantes, comecei a 8 e depois disse tantas vezes a Alejandro [Sabella] que o meu sonho era ser médio-ofensivo, livre, atrás do 9, que ele acabou por me dar essa oportunidade em 2010 e vivi um semestre fantástico, tudo me saía bem. Para além disso, fomos campeões. No Benfica comecei pela direita e Jorge Jesus, hoje treinador do Flamengo, propôs-me jogar de duplo 6. Eu não queria saber nada disso, não me via a jogar ali, mas ele disse-me: ‘Fica tranquilo, vamos treinar, vou mostrar-te vídeos, faremos exercícios depois dos treinos.’ Acabei por ser o melhor jogador do ano e Jesus tinha razão. É um monstro taticamente.»

 

Ler Mais
Comentários (10)

Últimas Notícias