Corona fica na seleção apesar de estar lesionado

México 14-10-2019 09:40
Por Redação

Na melhor das hipóteses, Corona chegará ao Porto na sexta-feira, véspera do jogo da 3.ª eliminatória da Taça de Portugal que opõe os portistas ao Coimbrões. O mexicano nunca seria opção para este compromisso, em virtude do espasmo muscular sofrido frente ao Rio Ave que o afastou da partida da Liga Europa, com o Feyenoord. 
 

Não obstante isso, e mesmo munido de relatório médico detalhado fornecido pelo FC Porto, viajou para o estágio do México no âmbito da participação asteca nas duas partidas relativas à Liga das Nações da CONCACAF, frente às Bermudas (vitória por 5-1) e Panamá, desafio que se disputa quarta-feira de madrugada (2.30 horas de Lisboa).

 

Tata Martino, selecionador do México, confirmou a extensão da lesão do extremo, ultimamente convertido a lateral-direito no FC Porto, afirmando mesmo que o problema físico é «maior do que aquilo que os médicos viram inicialmente nas imagens enviadas pelo FC Porto.»

 

O treinador argentino chegou a admitir a possibilidade de libertar Corona do jogo com o Panamá se os médicos da Federação dessem o atleta como clinicamente indisponível. O que é o caso: Corona não atuou contra as Bermudas e a sua utilização com o Panamá representaria um retrocesso físico grave. Mesmo assim, o jogador viajou das Bermudas (onde anteontem de manhã a seleção treinou), para o centro de Alto Rendimento Desportivo, na cidade do México, local de estágio para o desafio com o Panamá.

Em casos desta natureza, o normal é um jogador lesionado ser dispensado, em especial se foi sujeito a uma viagem intercontinental. Tata Martino tem, contudo, outras ideias e testa o sentido de compromisso de alguns dos selecionados que, no passado, a pretexto de lesões, pediram dispensa dos jogos do México. Foi o que aconteceu com Corona, em março, situação que criou uma forte polémica entre Tata Martino, o FC Porto e o jogador. O castigo aplicado a Corona foi a sua imediata exclusão da Gold Cup, que os mexicanos venceram.

 

Para evitar o reacendimento da discussão, Corona viajou para o estágio, sujeitando-se a viagens incómodas, sobretudo quando ainda está em tratamento à lesão muscular. O quadro é este e não agradará a Sérgio Conceição, mas Tata Martino - até ver - não liberta o jogador antes do jogo com o Panamá.

Ler Mais
Comentários (1)

Últimas Notícias