AG contesta Varandas

Sporting 02-10-2019 07:42
Por Redação

O relatório e contas da SAD do Sporting até junho, apresentado em Assembleia-Geral esta quarta-feira, foi aprovado já de madrugada por ampla maioria, bem como um dos pontos pontos mais polémicos dos últimos dias, o aumento da remuneração dos administradores, embora o administrador da SAD e vice-presidente com pelouro das finanças, Francisco Salgado Zenha, já tivesse revelado que os administradores da SAD vão abdicar, esta época, do aumento das remunerações proposto em Assembleia-Geral.

 

No auditório Artur Agostinho, no Estádio José Alvalade, o presidente leonino, Frederico Varandas, foi contestado. Cerca de 50 acionistas estavam acreditados para participar na AG, mas apenas 37 marcaram presença na reunião que decorreu à porta fechada. Ainda assim, a partir das 20 horas, e segundo apurou A BOLA, o ambiente chegou a aquecer em algumas intervenções de acionistas e respetivas respostas da administração verde e branca.


Os pontos da AG sobre os quais o Conselho de Administração foi mais pressionado foram aqueles que respeitam às questões financeiras - recorde-se que o exercício que terminou em 30 de junho registou prejuízos de 7,9 milhões de euros. Mas também a política desportiva esteve no centro das atenções: Frederico Varandas foi questionado sobre as saídas de jogadores na fase final do mercado, nomeadamente Bas Dost (Eintracht Frankfurt, por €7 milhões) e Raphinha (Rennes, por €21 M) e sobre as mudanças de treinadores - Marcel Keizer e Leonel Pontes. O empréstimo obrigacionista bem como a securitização do contrato da NOS mereceram igualmente debate mais aceso.      


O ponto que, no entanto, mais polémica despertou logo no dia em que se conheceu a convocatória da AG da SAD, 9 de setembro, foi aquele referente à «apreciação e aprovação da declaração sobre a política de remuneração dos titulares dos órgãos sociais da sociedade elaborada pela Comissão de Acionistas para o exercício de 2019/2020».


Tal como o vice-presidente do Sporting com o pelouro financeiro e administrador da SAD, Francisco Salgado Zenha, referira na segunda-feira, o clube aprovaria mas o Conselho de Administração vai abdicar dos aumentos - a proposta fixava em €182 mil brutos o ordenado de Varandas e em €131 mil brutos os vencimentos dos membros executivos.


Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD informa que o relatório e contas foi «aprovado por maioria, tendo obtido 627.630 votos a favor, 2.520 votos contra e 20 abstenções».


Foi, então, aprovada a política de remuneração dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade, tendo a proposta recolhido «427.615 votos a favor, 202.521 votos contra e zero abstenções».


Eis o comunicado na íntegra, bem como a ligação para o documento original publicado na CMVM aqui:

 

A SPORTING CLUBE DE PORTUGAL – FUTEBOL, SAD (adiante Sporting SAD ou Sociedade) vem, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto na alínea g) do nº 2 do artigo 249º do Código dos Valores Mobiliários, informar que a Assembleia Geral de 1 de Outubro de 2019 tomou as seguintes deliberações:

 

1. Aprovação do Relatório e das Contas relativos ao exercício findo em 30 de Junho de 2019: A proposta apresentada pelo Conselho de Administração da Sociedade no ponto 1 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 627 630 votos a favor, 2520 votos contra e 20 abstenções;

2. Aprovação da proposta de aplicação de resultados: A proposta apresentada pelo Conselho de Administração da Sociedade no ponto 2 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 627 727 votos a favor, 129 votos contra e 2309 abstenções;

3. Apreciação geral da Administração da Sociedade, de cada um dos seus membros, do Conselho Fiscal e da Sociedade de Revisores de Oficiais de Contas: A proposta apresentada pelo acionista Sporting Clube de Portugal no ponto 3 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 627 615 votos a favor, 2522 votos contra e 21 abstenções;

4. Ratificação da declaração sobre a política de remuneração dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade para o exercício de 2018/2019:

A proposta apresentada pela Comissão de Acionistas no ponto 4 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 627 717 votos a favor, 2 437 votos contra e 2 abstenções;

5. Aprovação da declaração sobre a política de remuneração dos titulares dos órgãos sociais da Sociedade elaborada para o exercício de 2019/2020: A proposta apresentada pela Comissão de Acionistas no ponto 5 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 427 615 votos a favor, 202 521 votos contra e 0 abstenção;

6. Deliberar sobre a eleição de dois administradores para o Conselho de Administração até ao final do mandato em curso: A proposta apresentada pelo acionista Sporting Clube de Portugal no ponto 6 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 627 657 votos a favor, 133 votos contra e 2403 abstenções;

7. Deliberar sobre a eleição de um membro efectivo e de um membro suplente do Conselho Fiscal até ao final do mandato em curso: A proposta apresentada pelo acionista Sporting Clube de Portugal no ponto 7 da ordem do dia foi aprovada, por maioria, tendo obtido 627 826 votos a favor, 12 votos contra e 2291 abstenções.
 

(notícia atualizada)

Ler Mais
Comentários (84)

Últimas Notícias