«O macaco sou eu!»

FC Porto 21-09-2019 10:33
Por Paulo Pinto e António Casanova

Um vídeo divulgado pela Sport TV no Twitter e replicado pelo jornalista David Lemos, da RadioTeleSuisse, agitou as redes sociais e gerou enorme polémica, passando a ideia de ter havido manifestação racista no Estádio do Dragão, durante o jogo frente ao Young Boys.

 

Tudo porque, no momento em que Nsamé se preparava para bater o penálti que deu origem ao golo suíço - na ocasião significava o empate numa partida que o FC Porto haveria de vencer, por 2-1 - se escuta alguém da bancada habitualmente ocupada pelos Super Dragões a gritar «macaco».

 

No dia seguinte ao jogo, a UEFA anunciou a abertura de um processo disciplinar ao emblema portista, por cânticos racistas dos adeptos.

 

Contactado por A BOLA, Fernando Madureira negou os insultos ao atacante do Young Boys.

 

«Isso são pessoas que não têm nada para fazer. Todos me chamam macaco. O macaco sou eu. Até nas costas da camisola do Canelas, onde jogo, aparece o nome Macaco. Se calhar, o megafone estava ligado e estavam a chamar por mim na altura», refere, garantindo que «tudo não passa de uma manobra para prejudicar o FC Porto».

 

«Podem acusar-me de muita coisa, menos de racismo. Estou tranquilo», acrescentou.

Ler Mais
Comentários (49)

Últimas Notícias