«Só lhe falta a Seleção», diz pai de Fábio Martins

Famalicão 16-09-2019 09:40
Por Redação

Novamente num nível impressionante com uma participação em golos que o coloca entre Pizzi e Bruno Fernandes no top do Campeonato, com quatro remates certeiros e três assistências, Fábio Martins é o motor da equipa sensação da Liga, com escudo de líder ao cabo de cinco rondas, tudo ainda mais transcendente tratando-se de um verdadeiro outsider, recém-regressado ao convívio dos grandes, após 25 anos de ausência.


O extremo de 26 anos chegou do SC Braga por empréstimo, disposto a vingar uma expressão muito reduzida. O ressurgimento de Fábio é explicado pelo pai Niromar, 65 anos, carioca que chegou a Portugal em 1978 para representar o Beira-Mar, atingindo pouco depois o FC Porto. «Estava a precisar de se sentir importante. Estou muito contente, sabendo tudo o que viveu no último ano. Está a começar do zero num projeto que era arriscado: equipa nova e jogadores muito jovens. Mas têm todos muita qualidade e isso torna tudo mais fácil. As coisas estão a sair bem ao Fábio, ele tem trabalhado muito por isso e ainda vai melhorar mais. Tanto ele como a equipa», garante.


Niromar não tem dúvidas que o filho, que foi grande esperança do FC Porto - treze épocas na formação - tem um destino maior. A liderança do Famalicão, o trajeto nas seleções, conferem uma aspiração legítima a Fábio Martins. «Só lhe falta no currículo a Seleção A, esse é o meu maior sonho e o dele. Falei ainda agora com ele sobre isso, pediu-me calma, mas garantiu que ia dar-me essa prenda. Tem tudo a favor para que isso aconteça, é humilde e trabalhador, sabe o que viveu e está empenhado em valorizar o seu trabalho», defende Niromar.

 

Leia a reportagem na íntegra na edição impressa de A BOLA.

Ler Mais
Comentários (12)

Últimas Notícias