Julio Iglesias recusa assumir filho ilegítimo de mãe portuguesa

Sociedade 12-09-2019 18:32
Por Redação

A 10 de julho, o tribunal de primeira instância de Valência, Espanha, atribuiu a paternidade de Javier Sanchez Santos, 43 anos, filho da ex-bailarina portuguesa Maria Edite Santos, ao cantor Julio Iglesias.

 

Agora, a defesa do conceituado artista, 75 anos, apresentou recurso contra a sentença.

 

Durante o julgamento, o cantor negou fazer um teste de ADN, por isso o juiz considerou que os indícios que existiam eram suficientes.

 

Também foi provado que Iglesias e a mãe de Javier «tiveram contacto» na altura que esta engravidou – alegadamente, no verão de 1975, numa festa em Girona.

 

Outros indícios foram a descrição da mãe de Javier de «traços muito específicos sobre a localização e disposição do mobiliário do chalet onde o cantor estava alojado na altura e as «evidentes semelhanças físicas» entre Iglesias e Javier.

 

O processo começou há mais de 30 anos, quando Maria pediu pela primeira vez que o cantou reconhecesse a paternidade do filho.

 

O tribunal de primeira instância também atribuiu a paternidade a Iglesias naquela altura, mas a decisão foi revogada em recurso devido a um erro processual.

 

No ano de nascimento de Javier o cantor era casado com a modelo Isabel Preysler.

Ler Mais

Últimas Notícias