Condenada a um ano de prisão por ir ao estádio, Sahar imolou-se

Irão 10-09-2019 16:59
Por Redação

A agência iraniana Shafaghna confirmou esta terça-feira a morte de Sahar Khodayari. Conhecida como a rapariga azul nas redes sociais, esta mulher de 29 anos era uma fervorosa adepta do Esteghlal, terceiro classificado da liga persa.

 

A morte de Sahar surgiu como uma forma de protesto. Na semana passada tinha sido condenada a um ano de prisão por ter entrado no Estádio Azadi para ver o último jogo do Esteghlal no campeonato. Conhecida a setença, Sahar Khodayari imolou-se à porta do tribunal, que levou à morte depois de uma semana internada no hospital de Teerão.

 

Esta situação foi descrita pelo governo iraniano como «um incidente grave», o que não mostra qualquer abertura para uma mudança legislativa apesar dos apelos de várias figuras do desporto, entre os quais Ali Karimi, recordista de internacionalizações pelo Irão.

O FUTURO COM O NOSSO PASSADO


Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo de qualidade que se faz da grande história, da investigação e da grande reportagem – nós temos esse jornalismo (o jornalismo que fez com que se falasse de A BOLA como a Bíblia) para lhe continuar a dar.

Porque A BOLA não quer que o jornalismo deixe de ser o jornalismo do texto criativo e sedutor e da opinião acutilante que não se faz de cócoras ou de mão estendida – nós temos esse jornalismo para lhe continuar a dar…

… e para nos ajudar a manter e a melhorar esse jornalismo sério e independente com o timbre de A BOLA,

Junte-se a nós nesse novo desafio ao futuro, tornando-se nosso assinante.

ASSINE AQUI

A Edição Digital de A Bola

Ler Mais
Comentários (14)

Últimas Notícias