Amador Zhang bate Carter (6-3): apadrinha estreia do 'Rocket' em Xangai

Snooker 09-09-2019 15:29
Por António Barroso

O amador chinês Zhang Yi, de 25 anos, ganhou o direito a apadrinhar terça-feira, dia 10 do corrente mês, a estreia de Ronnie O’Sullivan na época 2019/2020 da World Snooker, ao bater sensacionalmente o profissional inglês Ali Carter, de 40 anos, 16.º do ranking e vice-campeão mundial em 2008 e 2012, por 6-3, na 1.ª ronda do Xangai Masters, que se iniciou neste dia e decorre até domingo, dia 15, na cidade chinesa.

 

Depois de, no fim-de-semana de 7 e 8 do corrente mês, ter conquistado o direito a um convite da World Snooker para o torneio, ao vencer Masters de Amadores de Xangai - em que um dos prémios adicionais foi realizar uma sessão de treino com a maior figura da modalidade da Ásia, Ding Junhui, e outra com… Ronnie O’Sullivan -, Zhang Yi manteve a fibra mesmo a perder 0-2 e operou a reviravolta, para ganhar o direito a defrontar, agora a sério e não em treino, o ‘Rocket’, terça-feira, nos oitavos de final (12.30 horas em Portugal continental), naquele que é o regresso do inglês, de 43 anos, número dois da hierarquia e pentacampeão mundial (2001, 2004, 2008, 2012 e 2013) à competição após o Mundial, em abril, e sua estreia na época 2019/2020.

 

O Xangai Masters, torneio da época 2019/2020 da World Snooker, é uma prova por convite a 24 atletas, profissionais e amadores - por esse motivo não pontua para o ranking - que atribui 750 mil libras (835.331 euros) de prémios: o campeão leva 200 mil libras (222.755 euros) ao vencedor, e tem transmissão para Portugal (EuroSport).

 

O elevado prémio monetário do Xangai Masters, mesmo sem a verba embolsada contar para o ranking explica a presença dos 16 primeiros da hierarquia, a que acrescem os locais Yan Bingtao (18.º, já eliminado por Barry Hawkins, na negra, 5-6), Xiao Guodong (24.º), Lyu Haotian (27.º, também já arredado neste primeiro dia de prova) e Liang Wenbo (34.º), além dos amadores locais convidados, que, como Zhang Yi, fazem miséria…

 

Ronnie O’Sullivan venceu as duas últimas edições, de três títulos já ganhos pelo inglês em Xangai: 11-9 ao compatriota Barry Hawkins na final de 2018. Tentar um quarto triunfo na prova apresenta dificuldade máxima para o inglês: além do número um e campeão mundial, Judd Trump, há Mark Williams, John Higgins, Mark Selby, Mark Allen, Kyren Wilson, Jack Lisowski, Ding Junhui, David Gilbert, Stuart Bingham e Shaun Murphy. Fasquia bem lá no alto… com o escocês Stephen Maguire, 16.º da hierarquia e vencedor no dia 7 do corrente do Mundial de 6 Vermelhas, em Banguecoque, a ficar também já pelo caminho às mãos de Xiao Guodong (2-6)

 

Até aos quartos de final (inclusive) os jogos são à melhor de 11 possíveis frames: vence o primeiro a chegar a seis (de 6-0 a possíveis 6-5). As meias-finais em Xangai são disputadas à melhor de 19 possíveis frames, até um ganhar dez (de 10-0 a possíveis 10-9), enquanto a final, domingo, dia 15 do corrente mês, será à melhor de 21: é campeão o primeiro a vencer 11 (de 11-0 a possíveis 11-10).

 

Jogos da 1.ª ronda, esta 2.ª feira (apurados a negro) e 3.ª feira:

Shaun Murphy-Lyu Haotian, 6-1

Jack Lisowski-Wu Yize, 6-1

Ali Carter-Zhang Yi, 3-6

Barry Hawkins-Yan Bingtao, 6-5

Stephen Maguire-Xiao Guodong, 2-6

Ding Junhui-Zhao Jianbo, 6-2

Stuart Bingham-Liang Wenbo (3.ª feira, 2.30 horas)

David Gilbert-Cao Jin (3.ª feira, 2.30 horas)

 

Oitavos de final, 3.ª e 4.ª feira (hora portuguesa):

Mark Williams-Shaun Murphy (3.ª feira, 7.30 horas)

Mark Selby-Jack Lisowski (3.ª feira, 7.30 horas)

Ronnie O'Sullivan-Zhang Yi (3.ª feira, 12.30 horas)

Kyren Wilson-Xiao Guodong (3.ª feira, 12.30 horas)

Mark Allen-Vencedor do jogo Stuart Bingham/Liang Wenbo (4.ª feira, 7 horas)

Judd Trump-Vencedor do jogo David Gilbert/Cao Jin (4.ª feira, 7 horas)

John Higgins-Barry Hawkins (4.ª feira, 12.30 horas)

Neil Robertson-Ding Junhui (4.ª feira, 12.30 horas)

Ler Mais
Comentários (0)

Últimas Notícias